quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Petrolândia: Veículo de transporte do TFD quebra, e pacientes retornam sem se consultar.









Por Jair Ferraz:


Foi isto mesmo que aconteceu, o veículo que faz o transporte de pacientes para Tratamento Fora Domicílio – TFD, que partiu de Petrolândia às 21h30mim de Segunda-Feira dia 09/11, com destino à Recife, Capital, após a meia noite, e a menos da metade da viagem, deu um pane na BR-423, em cima da Serra dos Ventos, faltando pouco menos de 30 km para chegar à cidade de Garanhuns, e não continuou a viagem.
Os passageiros da Van de placa PGL-1825, pacientes para tratamento fora domicílio, entre eles crianças de 02 a 04 anos, e idosos até 80 anos, ficaram de 00:00 até as 06h30mim de terça-feira dia 10/11, esperando que surgisse um transporte que os levassem daquele lugar ermo e frio. Em cima da Serra dos Ventos a temperatura é baixa, e faz muito frio.
Depois de mais ou menos sete horas às margens da BR, sem nenhum tipo de comunicação, e para a sorte de todos, eis que surge um ônibus escolar daquela área, e leva os passageiros do TFD de Petrolândia para uma localidade próxima, onde eles passam praticamente o dia todo aguardando que outro veículo do Município fosse buscá-los.
Os pacientes do TFD, além das dificuldades que já enfrentam para marcar as suas consultas, os seus exames, enfrentando as longas filas, e as boas vontades de alguns funcionário da saúde, lutando sempre por uma vaga no transporte, são muitos os pacientes que não conseguem viajar e ficam "à ver navios", como também o sofrimento que é se deslocar até a Capital, agora tiveram que enfrentar a fome, pois acreditavam que chegariam sem problemas ao destino, e desta feita, sozinhos, tiveram que custear dentro das possibilidades, a sua alimentação. Por conta de um defeito mecânico em um veículo do TFD, e por falta de outro veículo para socorro urgente, os pacientes viram ir por terra a oportunidade que tiveram em tratar os seus problemas de saúde. Agora só DEUS sabe quando terão uma nova oportunidade.

Para que o leitor entenda a verdadeira “via sacra”, vamos colocar o problema na linha do tempo: 


  • O veículo partiu de Petrolândia às 21h30mim de segunda-feira dia 09/11.
  • Às 00:15mim de terça-feira dia 10/11 o veículo deu pane em cima da Serra dos Ventos na BR-423.
  • Às 06:30 da manhã, os passageiros são levados por um ônibus escolar para uma comunidade próxima, às margens da BR-423.
  • Das 06:30 às 18:00 horas, ou seja, do nascer ao raiar do dia de terça, os passageiros ficam espalhados em hoteis e restaurantes às margens da BR-423.
  • Às 18 horas do mesmo dia 10/11, ou seja, 12 horas depois, é que chega um veículo da Prefeitura de Petrolândia para transportar os pacientes de volta à cidade.
  • Os próprios pacientes informaram ao Blog do Jair Ferraz que só chegaram à cidade após as 21 horas de terça-feira dia 10/11, ou seja, 24 horas depois da partida.
Este é o retrato da saúde de Petrolândia! Que Deus nos acuda e nos salve.