quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Rodrigo Novaes: Parlamentar alerta para ameaça ao abastecimento d’água no Sertão

Barragem de Sobradinho chega ao nível mais baixo da história.

No nível mais baixo da história, a Barragem de Sobradinho – que abastece projetos de fruticultura irrigada no Sertão do São Francisco – pode chegar ao volume morto em dezembro, alertou o deputado Rodrigo Novaes (PSD) durante a Reunião Plenária de ontem. O parlamentar criticou o fato de o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que gerencia o reservatório, privilegiar a geração de energia em detrimento do abastecimento de água. “Vivemos a pior seca dos últimos 83 anos, por isso é melhor que sacrifiquemos a capacidade de geração de energia para priorizar os empregos da fruticultura e o consumo humano”, analisou, lembrando que a demanda por eletricidade pode ser suprida por outras fontes. O parlamentar foi incisivo nas críticas ao Governo Federal. “A União parece não saber o que acontece no Sertão”, queixou-se. Em aparte, Lucas Ramos (PSB) registrou que, desde o início do ano, a região reclama alternativas para a captação de água na barragem, “mas de lá para cá nada foi feito”. Odacy Amorim (PT), ressalvou que a construção das estruturas flutuantes de captação foram iniciadas, “mas vivemos uma seca que se prolongou além do previsto, e isso atrapalha o planejamento do Governo”. Para Tony Gel (PMDB), a estiagem no Semiárido é um fenômeno previsível, “que precisa de investimentos em uso racional e reaproveitamento”. Cleiton Collins (PP) evidenciou que o problema da escassez de água precisa de soluções urgentes. Já Edilson Silva (PSOL) alertou para leis aprovadas na Alepe que, no futuro, podem agravar ainda mais a já comprometida oferta de água no Estado. “A flexibilização da legislação ambiental, que está sendo levada adiante nesta Casa, pode afetar as gerações futuras”, afirmou.

Barragem de Sobradinho (BA), começam a aparecer cidades que tinham sido alagadas.
 

Barragem de Sobaradinho (BA), árvores alagadas começam a aparecer.