quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Petrolândia: Câmara Municipal se reúne extraordinariamente em busca de soluções para a Segurança Publica do Município.




A Câmara Municipal de Vereadores de Petrolândia se reuniu extraordinariamente na tarde dessa quarta-feira, dia 28 de outubro de 2015, na sala de reuniões Agenor Antonio Cruz, a fim de discutir soluções para a Segurança Pública no município de Petrolândia, Pernambuco.

À reunião foi aberta pelo Presidente da Câmara, o vereador Fabiano Marques, às 16 horas, com mais 8 (oito) vereadores, e foi concluída duas horas depois, na presença de todos os 11 (onze) vereadores, e convidados. Mesmo um pouco ainda debilitado por problemas de saúde, sensível, compareceu o vereador Noca, e participou deixando a sua fala.

Toda a mídia local foi convidada para participar.

O vereador Fabiano Marques lembra que o objetivo principal da reunião é debater e encontrar soluções concretas para a segurança pública do município de Petrolândia. A Câmara Municipal quer de alguma forma ajudar as policias à combater a criminalidade. Fabiano diz que no momento “está fazendo o que compete aos vereadores, que é sentar e encontrar uma forma de resolver o problema”.

Este blogueiro indagou à Fabiano o porque da presença na reunião apenas do comandante da 4ª CIPM, e a ausência de representante da Policia Civil e do Ministério Publico. O vereador respondeu que o assunto requer soluções urgentes, e neste primeiro momento convidou apenas a 4ª CIPM (Policia Militar), e que dentro em breve, possivelmente na próxima semana, convocará uma nova reunião com a participação de todos os órgãos de segurança do Município (Militar, Civil, Judiciário, Ministério Público, Executivo, representações religiosas, e outros órgãos ligados à segurança do município).

O Major Lenildo, comandante da 4ª CIPM de Petrolândia explicou que a meta estabelecida para a redução de homicídios é de 12% (doze por cento), em relação ao ano anterior, e Petrolândia está com uma redução de 30% (trinta por cento) em relação ao ano anterior, muito acima da meta estabelecida. Este percentual é atingido com algumas ações importantes da Policia Militar, como por exemplo: ponto de droga debelado, armas apreendidas, e prisões efetuadas.

A meta da 4ª CIPM para prisões no mês de outubro era de 24, e foram realizadas 29, ou seja, foi atingida uma meta de 125% (cento e vinte e cinco por cento), da meta de recolhimento de pessoas ao sistema prisional no mês de outubro.

Com relação a arma de fogo, a 4ª CIPM faz parte da AIS-22 que está colocada em primeiro lugar em apreensão de armas no estado de Pernambuco.

O plantão policial civil foi uma questão levantada, pois não existe em Petrolândia, e é necessário o deslocamento de policiais para outra cidade, deixando uma “lacuna” aberta no município de origem da ocorrência, uma vez que é deficiente o número do efetivo policial militar.

Ficou decidido que em breve, em data a ser ainda definida, haverá outra reunião com uma maior participação de órgãos públicos ligados direta e indiretamente à segurança pública, inclusive a participação de instituições religiosas.

Dentre os assuntos em pauta para a próxima reunião estão: a segurança noturna feita por empresa privada; a questão do plantão policial civil em outra cidade; a quantidade do efetivo das policias civis e militares; e outros assuntos pertinentes.