terça-feira, 27 de outubro de 2015

Opinião de Jair Ferraz: A Paz de Petrolândia vista pelo avesso!

A Paz está embaçada.
 

Petrolândia é uma cidade onde predomina a paz, moramos num verdadeiro paraíso às margens do Rio São Francisco, o Rio da Integração Nacional.

É hipocrisia dizer que em Petrolândia não existe paz.

Na realidade o que falta atualmente em Petrolândia, é um líder com vontade política para trazer melhorias de segurança para a cidade, como por exemplo: substituir as câmeras falsas de segurança por câmeras verdadeiras; delegar competência e dar autonomia aos guardas municipais para realizarem os seus trabalhos de segurança a contento; articular junto ao Governo Estadual para aumentar o efetivo policial civil e militar do Município; aparelhar as polícias; melhorar as condições do ambiente de trabalho; substituir armas e equipamentos obsoletos; cobrar das autoridades policiais mais abordagens, revistas, e blitz;

O que precisa em Petrolândia é um líder político que em vez de sair às ruas pedindo a Paz que já existe, trabalhe para iluminar a maioria das ruas que estão às escuras facilitando a pratica dos mais variados tipos de delitos (crimes).

Em vez de pedir a Paz o que já existe, vá ao Governo Estadual pedir para aumentar o numero de agentes policiais civis da Delegacia de Petrolândia, a fim de que os trabalhos internos burocráticos, e externos como investigações, prisões, cumprimentos de mandados, não sofram solução de continuidade, e para que os crimes, os homicídios, sejam rapidamente desvendados, e presos os autores, culpados, e suspeitos. Dentro em breve teremos em Petrolândia uma Delegacia totalmente reformada, com melhores condições no ambiente de trabalho.

Em vez de pedir a PAZ que já existe, vamos pedir para o Ministério Público em Petrolândia, um Promotor de Justiça definitivo, que atenda a nossa cidade em tempo integral, a fim de que os processos andem dentro dos padrões da normalidade. Quem não sabe que o Promotor de Justiça que atende Petrolândia, atende mais duas cidades?

Petrolândia cresceu fisicamente, e parou no tempo politicamente.

Quem conhece Petrolândia sabe que aqui não existem intrigas. Uma cidade pequena, com apenas 34 mil habitantes na zona urbana e rural, pacata, onde todo mundo se conhece, e que em menos de uma hora a pé, se vai da Orla Fluvial no extremo ao Sul, ao Parque de João Pernambuco no extremo ao Norte.

A Cadeia Pública de Petrolândia está um caos, se encontra em situação calamitosa, desumana, lotação extrapolando todos os limites, e o terreno onde ela está localizada tem área suficiente para triplicá-la, aumentando a quantidade de vagas, e melhorando um pouco mais as condições humanas dos presos. O que se precisa hoje, urgentemente, é dar oportunidade de resocialização com trabalho e produção. Todos têm direito a uma chance na vida! Não conhecemos nos últimos oito anos, nenhuma solicitação da Administração Pública Municipal pedindo a ampliação da Cadeia Pública, é a mesma desde quando foi construída a Nova Petrolândia.

Em nossa opinião, os homicídios ocorridos nas ultimas semanas em Petrolândia, tem características de casos isolados, “execuções”, imprevisíveis, difíceis de evitar, mais mostra também que nas ultimas semanas quatro armas circularam livremente pela cidade, e o objetivo destas armas era tirar a vida.

Em nossa opinião, atualmente o que falta em Petrolândia é um líder com vontade política em resolver os problemas de segurança da cidade. O que assistimos é um “menino” recorrendo às redes sociais, fazendo alarde, e pedindo uma coisa que já existe, na tentativa em aumentar a sua popularidade que está em baixa.

Não discordamos de que vestidos de BRANCO saiam em passeata pelas ruas da cidade pedindo PAZ, quanto mais PAZ melhor, mas é bom lembrar que o PRETO é a cor predominante no coração e na mente de cada um, em luto fechado pelos que se foram vítimas dos homicídios, e também em protesto pela situação calamitosa em que se encontra a atual Administração Pública Municipal em termos de segurança pública, as pessoas estão amedrontadas com os últimos acontecimentos.

Não temos nenhuma dúvida que está totalmente “embaçado” o BRANCO do próximo movimento popular em Petrolândia que pede paz.

Quem viver verá!