quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Mundo: Foto revela beijo de refugiados em acampamento na Hungria.



Uma fotografia de um casal de refugiados se beijando dentro de um acampamento em Budapeste, na Hungria, chamou a atenção por trazer humanidade à crise migratória que afeta a Europa nos últimos meses e que causou conflitos nos países europeus.
A imagem foi feita por Istvan Zsiros no dia 30 de agosto. O casal estava em um campo montado na estação de trem internacional de Keleti, onde migrantes e refugiados aguardavam para embarcar em trens para a Áustria e foram impedidos pelas autoridades húngaras.
Zsiros trabalhava com tecnologia da informação e deixou seu emprego recentemente para se dedicar à fotografia, segundo o jornal “The Guardian”. Ele contou que queria ver a crise dos refugiados com seus próprios olhos, e por isso resolveu ir até a estação.
“Esta foi a primeira vez que fiz fotos de refugiados. Algum tipo de divindade ‘me disse’ para observar os refugiados, e essa ajuda divina me deu esse momento de sorte para fazer essa imagem. Eu fiquei lá por cerca de 20 a 25 minutos”, contou ao G1. “Eu vi o casal, e foi muito tocante, especialmente naquele ambiente. Então fiz a foto.”
A foto chama a atenção por mostrar um momento de intimidade e ternura em meio a um ambiente tão opressor e uma situação tão desesperadora.
A imagem foi publicada inicialmente em uma página no Facebook que abrigava uma competição de fotografias sobre os refugiados. Ela foi compartilhada diversas vezes e se tornou viral.
Para o fotógrafo, a imagem sintetiza uma citação do filme Interstellar: “o amor é a única coisa que transcende o espaço e o tempo”.