domingo, 19 de abril de 2015

Duas mortes em rebelião na Funase de Caruaru


Dois internos da Funase de Caruaru, no Agreste, morreram no início da noite, após uma rebelião. Anderson Bezerra, de 16 anos, e Pietro Felipe, 19, foram carbonizados depois que os socioeducandos tocaram fogo em colchões dentro do Centro de Apoio Socio-educativo (CASE), no bairro da Boa Vista II. Um outro interno foi ferido mas, sem gravidade, foi levado para o Hospital Regional do Agreste. A rebelião foi controlada depois que os bombeiros apagaram as chamas. Antes disso, os soldados foram recebidos com pedras pelos reeducandos. Os corpos dos dois internos mortos serão removidos para o Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife. A Funase explica que abrirá sindicância interna para averiguar os motivos da rebelião. Paralelamente, a Polícia Civil investigará o caso.
Segundo informações da TV Jornal de Caruaru, até o final da noite o clima era tenso, com muitos familiares no local em busca de informações.

Fonte: Jornal do Commercio.




Rebelião termina em morte na Funase em Caruaru


Uma rebelião no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Caruaru, no Agreste do estado, terminou com dois mortos e pelo menos um ferido no início da noite deste domingo (19). Os adolescentes queimaram colchões a partir das 18h. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados e o fogo foi controlado às 19h30.

O Case de Caruaru, da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), é uma unidade fechada, masculina, com capacidade para 100 internos. Atualmente, são 175 no local. De acordo com a assessoria de imprensa da Funase, a partir de agora, a Polícia Civil investigará o caso, juntamente coma Polícia Científica, que é responsável por reconstituir crimes e explicar como ocorreram os fatos. O Instituto de Medicina Legal (IML) já recolheu o corpo.

"A Funase informa que a Corregedoria da instituição vai abrir uma sindicância para apurar os fatos e responsabilidades da rebelião ocorrida na noite deste domingo (19), no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Caruaru, no Agreste. Na ocasião, infelizmente, dois socioeducandos, sendo um maior e um adolescente, morreram. Outro interno ficou ferido e foi socorrido pelo SAMU e encaminhado para uma unidade de saúde", destacou a comunicação oficial da Funase.

A Funase informou, ainda, que os familiares dos adolescentes mortos terão todo apoio e suporte necessário tanto sobre informações quanto para o funeral.


Fonte: Diário de Pernambuco