quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Oposição quer explicações sobre caixa do Estado


A bancada de oposição da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) irá convocar o secretário de Fazenda, Márcio Stefanni, para prestar esclarecimentos sobre a saúde financeira do Estado nos próximos dias. A convocação tem como base matérias veiculadas pela imprensa apontando que Pernambuco possui um déficit primário de R$ 2,06 bilhões, o que coloca o Estado no terceiro lugar no ranking dos maiores déficits do país, atrás apenas do Rio de Janeiro, com R$ 7,33 bilhões, e do Paraná, com R$ 4,61 bilhões. A audiência está prevista para o próximo dia 4, durante reunião da Comissão Permanente de Finanças, Orçamento e Tributação.
A oposição também deverá inquirir o secretário sobre a declaração feita no início deste mês, pelo governador Paulo Câmara (PSB) ao jornal Valor Econômico dando conta de que o Estado deverá perder cerca de R$ 1 bilhão em investimentos em função do anúncio feito pelo Governo Federal de que irá segurar as operações de crédito ao longo deste exercício.
"Queremos uma radiografia do que o secretário Paulo Câmara deixou para o governador Paulo Câmara. Se ele tinha noção dessa realidade, por que tantas promessas [de campanha] foram feitas? Como ele vai dobrar salário dos professores? O FEM de 2015 vai sair realmente do papel? Como vai ser possível dar conta de tudo isso?", questionou o líder da bancada de oposição, Sílvio Costa Filho (PTB), ao Diario de Pernambuco.
Por meio de nota, a Secretaria da Fazenda negou a existência de déficit nas contas estaduais. Segundo a nota, o saldo de caixa ao término do ano passado era de R$ 800 milhões e que o resultado negativo de R$ 2,06 bilhões diz respeito ao resultado primário, não podendo ser considerado um déficit de caixa do tesouro estadual.

Fonte: Pernambuco 247