segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Não tem jeito e nem solução, Petrolândia vive na escuridão.

 Por Jair Ferraz, a pedido de leitores!

 
Solta o "gato preto" neles.

É isso mesmo! Iluminar a cidade de Petrolândia parece ser a coisa mais difícil do mundo, principalmente para a atual administração pública municipal.
 
A medida prevista no artigo 218 da Resolução Normativa 414/2010 da Aneel, com a redação dada pela Resolução Normativa 587/2013, definiu que partir do primeiro dia de 2015 o Ente Público Municipal deve ser responsável pelos ativos que incluem: luminárias, lâmpadas, relés e reatores.
 
Não há razão para Petrolândia estar às escuras, uma cidade que foi inundada, teve seus filhos expulsos de suas terras, para dar lugar a uma usina hidrelétrica que gera milhares de KWA de energia, e que também está incluída entre as cinco cidades do estado de Pernambuco que mais arrecada ISS (Royalties). Acredita-se que aproximadamente R$ 38.000.000,00 (trinta e oito milhões) foram arrecadados em determinado período do exercício de 2014.
 
Após insistentes pedidos de vários leitores do Blog do Jair Ferraz, na noite deste domingo 1º/02/2015, saímos para conferir de perto a situação em que se encontra a iluminação pública em algumas ruas e praças da cidade de Petrolândia. Estivemos na Praça da Quadra 6, na Praça da Quadra 9, na Rua Auspício Valgueiro Barros entre as quadras 9 e 12, em frente a Igreja Batista Emanuel. Estivemos também em frente à Escola Municipal José Araujo da Silva (Quadra 9), e na Rua Nossa Senhora do Carmo (Quadra 13), esquina com a Avenida Barreiras. Todos estes pontos citados têm postes com luzes apagadas, e estão em total escuridão, e necessitam de providências urgentes, da Celpe ou da Prefeitura Municipal de Petrolândia, seja lá de quem for, pois não se pode é ficar na escuridão. Alguns destes locais, já vem há meses no escuro. O problema é que em vez de tomar providências concretas e diretas, fica-se “simulando ligações” para a Celpe sem se identificar, ai não resolve nunca.
 
Tem um ditado popular que diz assim: “A escuridão é boa para se fazer o que não presta, pois ninguém sabe e ninguém vê”.
 
Não vou falar mais nada, é melhor ver as fotos que tiramos, se alguém conseguir ver alguma coisa, pois está tudo no escuro.


Praça da Quadra 6, frente à Igreja Evangélica.


Crianças brincando no escuro, na Praça da quadra 06


Frente da Escola José Araujo da Silva. Unica luz que vemos na foto é a de um veículo que vem em direção à câmera.


Praça da Quadra 9, à meses totalmente escura.


Proximo a Padaria de Sr. Zezo, frente ao Atacado San Francisco e Igreja Batista, a meses na escuridão.


Em pleno domingo, sem ser de carnaval, lixo acumulado em esquina na Av. Barreiras.


Rua N. S. do Carmo, esquina com Av. Barreiras, na escuridão.