quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Anvisa libera medicamento à base de maconha para tratamento de Epilepsia





A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou, nesta quarta-feira (14), a liberação da substância canibsubsidiol, produzido à base de maconha, para venda controlada com receita médica. A decisão deve acelerar a aquisição do produto para famílias que receberam, através da Justiça, o direito de usar o remédio para o controle de doenças, como a Epilepsia.
O uso do material em tratamentos médicos ainda é polêmico no país. O Conselho Federal de Medicina também autorizou a prescrição da substância em casos de difícil controle. Segundo a presidente da Liga Brasileira de Epilepsia, a médica Adélia Henrique de Souza, o principal problema sobre a aprovação do produto é a falta de estudos científicos que comprovem a eficácia do canibidiol, além dos efeitos colaterais que a substância possa causar no paciente.
Apesar da aprovação da justiça, Maycon Cavalcanti, 4 anos, portador de uma epilepsia rara e intratável, está sem o medicamento desde o dia 11 de dezembro do ano passado. Ele sofre com cerca de 10 crises por dia e tinha melhorado dos ataques após o uso do medicamento. Segundo a Secretaria de Saúde de Pernambuco, não existe previsão para que o fornecimento da substância para a família.

Fonte: NE10