quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Depois do PT, PPS também vai punir “infiéis”



Fonte: Blog do Jamildo.
Por Marcela Balbino em Notícias 

Um dia depois de o Partido dos Trabalhadores divulgar a resolução com as punições para os membros infiéis da legenda, o Partido Popular Socialista (PPS) organizou uma reunião, no próximo sábado (22), para enquadrar os filiados que não apoiaram o partido nas eleições deste ano.

Serão analisadas as situações de 41 direções municipais e de 22 detentores de mandato que poderão ser punidos por infidelidade partidária. A reunião, que contará com a presença da presidente estadual do PPS, Débora Albuquerque, do secretário-geral, Marcílio Domingues, do vereador do Recife, Raul Jungmann e de dirigentes partidários de todas as regiões do Estado, fará um balanço do resultado das últimas eleições.

Segundo a presidente do PPS, Débora Albuquerque, dependendo do caso pode chegar à expulsão. “Vão ter que responder a essa infidelidade partidária. A avaliação depende do colegiado da comissão de ética. O filiado pode ser convidado a apoiar os partidos que eles fizeram campanha”, alfinetou.

“A gente ainda flexibilizou por causa das realidades de cada local, porque apoiar um ou outro candidato ainda vai, mas não vamos tolerar os que não apoiaram nenhum candidato. Desde a última eleição que eu estava encasquetada com isso. Viajei muito aos municípios e conversamos com os membros do partido. Quando você vê a votação por município, você percebe que não teve apoio. Eles serão convidados irem para outro partido. É uma renovação no PPS”, explicou. De acordo com a presidente, o fato é inédito dentro do PPS. “Não se pode perder o que não temos”, sentenciou Débora Albuquerque, em entrevista ao Blog.

Reunida na semana passada, a Executiva Estadual do PPS aprovou indicativo de punição dos Diretórios Municipais, vice-prefeitos e vereadores da sigla que teriam desobedecido as resoluções partidárias. Eles não fizeram campanha nem votaram nos candidatos do partido a deputado federal e a deputado estadual nas eleições deste ano.

Como punição às instâncias partidárias infiéis, a proposta da Executiva Estadual vai no sentido da intervenção e da dissolução das Secções Municipais rebeldes, bem como a não recondução de Comissões Provisórias que estejam com o prazo de validade vencido.

As medidas devem atingir 41 instâncias municipais, 19 Vereadores e 3 vice-prefeitos cujos nomes serão encaminhados ao Conselho de Ética, para abertura dos respectivos processos disciplinares.

Veja a lista das instâncias partidárias, dos vereadores e dos vice-prefeitos que podem ser punidos:

1. Afogados da Ingazeira – O Diretório Municipal e a vereadora Antonieta da Caixa
2. Amaraji – O Diretório Municipal
3. Araçoiaba – O Diretório Municipal
4. Araripina – O Diretório Municipal
5. Barreiros – O Diretório Municipal
6. Belém de São Francisco – O Diretório Municipal
7. Bonito – O Diretório Municipal
8. Chã de Alegria – O Diretório Municipal
9. Casinhas – O Diretório Municipal
10. Cortês – O Diretório Municipal e os Vereadores Ivo Severino da Silva e Ademir do Bento
11. Cupira – O Diretório Municipal e o Vereador Fábio Lessa
12. Escada – O Diretório Municipal
13. Floresta – O Diretório Municipal e o Vice-Prefeito Rinaldo Sampaio Novaes
14. Gravatá – O Diretório Municipal (o Vereador Junior de Obras não sofrerá punição porque seguiu a orientação partidária)
15. Ibimirim – O Diretório Municipal e o Vereador Geraldo Germano
16. Ipojuca – O Diretório Municipal e o Vereador Hilário
17. Itamaracá – Vereador George Baiá (O Diretório e o Vice-Prefeito F. Macedo não serão púnicos, porque seguiram a orientação partidária)
18. Itaquitinga – O Diretório e o Vereador Roque João
19. Jaboatão dos Guararapes – Vereadores Adeildo da Igreja e Nado do Caminhão (O Diretório Municipal não sofrerá punição, porque seguiu a orientação partidária)
20. Lajedo – O Diretório Municipal
21. Panela – O Diretório Municipal
22. Parnamirim – O Diretório Municipal
23. Pedra – O Diretório Municipal e o Vereador Benevides
24. Pesqueira – O Diretório Municipal
25. Petrolândia – O Diretório Municipal, a Vice-Prefeita Janielma e a Vereadora Dona Santa
26. Ribeirão – O Diretório Municipal e o Vereador Itamar
27. Santa Cruz da Baixa Verde – O Diretório Municipal
28. Santa Filomena – O Diretório Municipal e o Vereador Geandro de Geni
29. São Caetano – O Diretório Municipal
30. São Joaquim do Monte – O Diretório Municipal e o Vice-Prefeito Dr. Abrantes
31. São José da Coroa Grande – O Diretório Municipal e os Vereadores Ray e Déo do Abreu
32. Serra Talhada – O Diretório Municipal
33. Sertânia – O Diretório Municipal e o Vereador Toinho Almeida
34. Sirinhaém – O Diretório Municipal
35. Surubim – O Diretório Municipal
36. Tamandaré – O Diretório Municipal
37. Timbaúba – O Diretório Municipal
38. Tracunhaém – O Diretório Municipal
39. Trindade – O Diretório Municipal e a Vereadora Helbe
40. Tupanatinga – O Diretório Municipal
41. Vicência – O Diretório Municipal e o Vereador José Augusto da Silva