domingo, 21 de setembro de 2014

Jatobá: Mulher é assassinada à bala.

Imagem ilustrativa
(Qualquer semelhança é pura coincidência)

Policiais Militares da 4ª CIPM de Petrolândia, lotados no Pelotão de Jatobá, Equipe GT-421, foram acionados por populares os quais informaram que teria havido uma “briga e tiros” no número 71 da Rua Floresta, no centro da cidade de Jatobá. Os policiais foram ao local informado e puderam constatar a realidade dos fatos. Tratava-se de um homicídio e uma tentativa de homicídio, praticados por “Sinval Maurício da Silva”, idade a esclarecer, agricultor, residente no Sítio Caldeirão, na zona rural do município de Jatobá, micro-região de Itaparica, sertão do estado de Pernambuco, às 22 horas de sábado, do dia 20/04/2014.

O “Sinval Mauricio”, utilizando-se de uma arma de fogo, efetuou vários disparos que atingiram fatal e mortalmente a pessoa de “Doralice Nunes de Sena”, que tinha 52 anos, era agricultora, e residia no número 71, da Rua Floresta, o mesmo endereço onde aconteceu o crime. Ela morreu no local e devido às circunstâncias (noite), não se soube precisar por quantas balas foi atingida e nem os locais dos ferimentos. Tarefa que ficará a cargo do IC/IML, para onde o corpo da vítima foi encaminhado.

Os disparos atingiram também a pessoa de “Ricardo Wagner Nunes de Sena Oliveira”, 29 anos, carpinteiro, e que reside também no endereço onde a mulher foi assassinada. Ele foi atingido por dois projeteis acima do peito, próximo ao ombro esquerdo. Foi socorrido para o Hospital da cidade de Jatobá onde recebeu os primeiros atendimentos médicos, e depois foi encaminhado ao Hospital da cidade de Paulo Afonso, Bahia, e segundo os médicos que lhe atenderam, ele não corre risco de morte. Ao ser indagado, o Sr. “Ricardo Wagner” afirmou aos policiais, que o “Sinval Mauricio” foi o autor dos disparos que tirou a vida de “Doralice Nunes de Sena”, e que também lhe atingiu.

Não tivemos informação sobre a motivação para o homicídio e tentativa de homicídio.

As Equipes policiais militares do Pelotão da cidade de Jatobá, GT-421, GT-403 e GT-400, da 4ª CIPM de Petrolândia, saíram em diligência realizando incursões na expectativa de encontrar e capturar o homicida, mas até o fechamento desta matéria ele não tinha sido capturado. Vale salientar que o crime foi cometido por volta das 22 horas, noite de sexta-feira, dificultando identificação do autor e a sua captura.

Após levantamento do caso, os policiais militares foram até a Delegacia de Policia da cidade de Jatobá, onde registraram um Boletim de Ocorrência, e posteriormente seguiram com destino à Delegacia de Polícia Civil de Plantão na cidade de Floresta, e repassaram o caso à autoridade policial civil para que fossem tomadas as providência legais que o caso requer.

Por Jair Ferraz
Informações da 4ª CIPM

Nenhum comentário:

Postar um comentário