domingo, 21 de setembro de 2014

4ª CIPM prende elemento por tráfico e apreende 40 pedras de crack.


Policiais Militares da 4ª CIPM de Petrolândia, Equipe de “águias” da ROCAM, com o auxílio da Equipe Patrulha Rural, às 02h40mim, madrugada de sexta-feira dia 20/09/14, efetuaram a prisão de “Sandro Lafayete Alves Albuquerque”, 32 anos, morador da Quadra 8, efetuaram a apreensão de um menor de 17 anos de idade e que fará 18 anos na segunda quinzena de outubro deste ano, efetuaram a apreensão de 40 (quarenta) pedras da droga e entorpecente crack, apreenderam uma pequena quantidade de cocaína, duas motocicletas, e R$ 580,00 (quinhentos reais) em espécie.

Este caso é mais uma prova clara e evidente do trabalho que é realizado pelos policiais militares da 4ª CIPM de Petrolândia, comandada pelo Major Fabrizio Ferraz, no combate e erradicação às drogas, principalmente a Equipe de “águias” da ROCAM, e as demais Equipes e Guarnições, que estão sempre se movimentando pelas ruas da cidade, a qualquer hora do dia ou da noite, em rondas ostensivas, com abordagens e revistas pessoais.
Parabéns à todos!

Vamos contar para você como foi o caso!
Quando a Equipe de águias da ROCAM estava realizando rondas com abordagens, na saída da cidade pela Quadra 17, no início da estrada que vai para Projeto Agrícola da Barreira, próximo ao parque de vaquejada, se depararam com um menor de 17 anos que estava pilotando uma motocicleta Honda CB-300 R, e ao ser feita revista pessoal, foi encontrado no bolso direito do casaco que ele estava vestindo, uma sacola plástica contendo 40 (quarenta) pedras da droga e entorpecente conhecida como crack, acondicionados individualmente.
No momento em que o menor foi apreendido, o celular começou a tocar. Era a pessoa de “Sandro”, maior de 32 anos, ligando insistentemente preocupado com a demora, e perguntando onde ele estava e que viesse logo, que ele estava esperando-o em frente a um mercado (conveniência 24 h) na Quadra 2. O “Sandro” falou por telefone as seguintes palavras: “- Mermão... onde você está? Cadê o negócio? Se você não chegar logo eu vou embora.” As ligações ficaram registradas nos dois celulares.
Em vez do menor, quem atendeu o insistente chamado telefônico foi a ROCAM, eficiente equipe policial militar, que se deslocou até o ponto indicado, e ao se aproximarem avistaram várias pessoas, as quais foram abordadas e revistadas, e entre elas estava o “Sandro Lafayete Alves Albuquerque”, com quem foi encontrado o aparelho celular de onde partiu as ligações para o celular do menor. Em ambos os celulares as ligações coincidiam em número e horário. Na revista pessoal foram encontrados R$ 500,00 (quinhentos reais), que seria provavelmente para o pagamento da droga. Na carteira de documentos foi encontrada a importância de R$ 80,00 (oitenta reais).
Foram apreendidos também alguns cartões bancários.
Segundo o próprio “Sandro” ele já tinha sido preso uma vez, numa Operação Policial Civil e Militar “Força Tarefa”, destinada a desarticular pontos de comercialização de drogas. Nessa citada “operação” ele teria sido preso através de escutas telefônicas. E que estava em regime semi-aberto, porém às 02h40mim da madrugada de sexta-feira (20/09/14), apresentava sinais de embriagues, e não portava documento obrigatório, ou seja, o alvará de soltura.
Uma parte dessa história toda sobrou para o “coitado” do pai do menor de 17 anos apreendido, o responsável por ele, que revelou aos policiais “que não autorizou o filho a sair na moto, tendo ele saído às escondidas, sem a sua permissão”. Na delegacia, o senhor de nome aqui não revelado, sentiu-se coagido pelo maior, o qual a todo instante perguntava ao pai e ao filho se eles haviam dito a polícia que a droga era dele.
Após os procedimentos policiais de praxe, com prisão e apreensões de envolvidos e material ilícito, todos seguiram para a DEPOL de Petrolândia, onde foi registrado um Boletim de Ocorrência, e em seguida foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil de Plantão na cidade de Floresta, PE, onde a autoridade policial civil competente aplicará as medidas legais cabíveis.

Por Jair Ferraz
Informações da 4ª CIPM

Nenhum comentário:

Postar um comentário