quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Vítima espera Roger Abdelmassih em aeroporto para ficar ‘cara a cara’

 Vítima espera médico em aeroporto Eduardo Enomoto/R7

Uma das vítimas do ex-médico Roger Abdelmassih o espera no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, nesta quarta-feira (20).
Vana Lopes é uma das líderes de um grupo que reúne as vítimas. Ela chegou cedo no aeroporto e disse estar contente com a prisão.
— Eu vim aqui para dar boas-vindas ao inferno ao Abdelmassih.
Ela afirma que foi vítima do médico em 1993 quando tinha 17 anos. Após o trauma, não conseguiu gerar um filho, mas adotou uma criança. 
— Em 2008, fiquei cara a cara com ele e para não demonstrar fraqueza pedi para que ele não saísse da sala. Mas desde então não consegui mais beijar ninguém. Só consegui nesta semana. 



O paradeiro do criminoso foi descoberto após uma investigação de três anos do Domingo Espetacular. Ele foi detido pela Polícia Federal às 13h25 (horário paraguaio), perto da escola onde deixaria os filhos. Ele estava acompanhado da mulher, Larissa Sacco.
Abdelmassih passou a noite em Foz do Iguaçu, no Paraná, para onde foi levado após sua captura. Na chegada a São Paulo, ele deve ser encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para realizar exame de corpo de delito.
Por ser um preso já condenado, o ex-médico seguirá direto para um presídio. Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária, ainda não há nada definido sobre o destino de Abdelmassih, mas “ele tem o perfil dos presos de Tremembé”.

Da redação do Blog do Jair Ferraz