quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Petrolândia: Oficina discute impactos da transposição do São Francisco


Os impactos da transposição do São Francisco estão sendo discutidos, nesta quarta-feira, durante oficina na Fiocruz Pernambuco. Das 9h às 17h, representantes de entidades e de grupos sociais diretamente envolvidos e afetados pelo projeto vão participar do encontro.
O objetivo é integrar e articular experiências e saberes dos participantes (indígenas, quilombolas, assentados, desterritorializados, trabalhadores rurais, representantes de gênero e acadêmicos).
A atividade faz parte do projeto "Estudos Ecossistêmicos dos Territórios e Populações Vulnerabilizadas na área de Abrangência do Projeto de Integração do Rio São Francisco", coordenado pelo pesquisador do Departamento de Saúde Coletiva André Monteiro.
De 14 a 18 de setembro, cinco integrantes do projeto visitarão oito cidades atingidas pela transposição: Sertânia, Floresta, Betânia, Custódia, Salgueiro, Cabrobó, Entremontes e Petrolândia. Eles vão conhecer os problemas relatados na oficina e os locais que sofreram maiores impactos causados pela transposição, como as áreas desterritorializadas e as novas vilas criadas. Com base nos dados coletados, serão definidos pontos onde serão aplicadas entrevistas com o objetivo de aprofundar as informações sobre a realidade local.

Fonte: Diário de Pernambuco