segunda-feira, 7 de julho de 2014

Eleições: Disputa à Presidência terá 11 candidatos

 
Onze candidatos vão concorrer à Presidência da República nestas eleições. O prazo de entrega dos pedidos de registro das candidaturas terminou no sábado, 5. Os últimos a protocolar a solicitação foram Rui Costa Pimenta (PCO), a presidente Dilma Rousseff (PT) e o senador Aécio Neves (PSDB).
No momento do registro, os candidatos precisam apresentar, entre outras informações, a declaração de bens, a previsão do gasto máximo durante a campanha e um programa de governo. Os dados ficam disponíveis no site do TSE. O tribunal ainda precisa avaliar as informações e pode negar o pedido em caso de irregularidades.
Em 2014, os partidos estimam gastar R$ 916,7 milhões, 46% a mais do que em 2010, quando nove postulantes ao Planalto gastaram R$ 611,5 milhões (em valores atualizados pelo IPCA geral).
Desde domingo a campanha eleitoral está liberada.
 
Veja quem são os 11 candidatos:

01 - Dilma Rousseff (PT), com Michel Temer (PMDB) na vice: Candidata previu gasto máximo de R$ 298 milhões durante a campanha eleitoral e declarou ter R$ 1.750.695,64 em bens.

02 - Aécio Neves (PSDB), com Aloysio Nunes na vice: Candidato previu gasto máximo de R$ 290 milhões durante a campanha eleitoral e declarou ter R$ 2.503.521,81 em bens.

03 - Eduardo Campos (PSB), com Marina Silva na vice: Candidato previu gasto máximo de R$ 150 milhões durante a campanha eleitoral e declarou ter R$ 546.799,50 em bens.

04 - José Maria (PSTU), com Claudia Alves Durans na vice: Candidato previu gasto máximo de R$ 400 mil durante a campanha eleitoral e declarou ter R$ 20 mil em bens.

05 - Mauro Iasi (PCB), com Sofia Pádua Mazano na vice: Candidato previu gasto máximo de R$ 100 mil durante a campanha eleitoral e declarou ter R$ 204.348,57 em bens.

06 - Levy Fidelix (PRTB), com José Alves de Oliveira na vice: Candidato previu gasto máximo de R$ 12 milhões durante a campanha eleitoral e declarou ter R$ 649.638,19 em bens.

07 - Luciana Genro (PSOL), com Jorge Leonardo Paz na vice: Candidata previu gasto máximo de R$ 900 mil durante a campanha eleitoral e declarou ter R$ 185.189,95 em bens.

08 - Pastor Everaldo (PSC), com Leonardo Gadelha na vice: Candidato previu gasto máximo de R$ 50 milhões durante a campanha eleitoral e declarou ter R$ 121.391,41 em bens.

09 - Eymael (PSDC), com Roberto Lopes na vice: Candidato previu gasto máximo de R$ 25 milhões durante a campanha eleitoral e declarou ter R$ 5.134.884,36 em bens.

10 - Rui Costa Pimenta (PCO), com Ricardo de Souza Machado na vice: Candidato previu gasto máximo de R$ 300 mil durante a campanha eleitoral; patrimônio não consta no site do TSE.

11 - Eduardo Jorge (PV), com Célia Sacramento na vice: Candidato previu gasto máximo de R$ 90 milhões durante a campanha eleitoral e declarou ter R$ 412.453,12 em bens.

Clique aqui para ver a galeria de fotos

Da redação do Blog do Jair Ferraz

Nenhum comentário:

Postar um comentário