terça-feira, 8 de julho de 2014

Brasil x Alemanha: o mundo vai parar para ver


O jogo é hoje, às cinco em ponto da tarde no Mineirão, em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais, terra de Tiradentes, de Paulo Mendes Campos e de Tostão.
Apenas uma vez Brasil e a Alemanha unificada jogaram um jogo valendo por Copa do Mundo.
Foi do outro lado do planeta, no Japão, pela decisão da Copa de 2002.
Deu Brasil, como se sabe, por 2 a 0, e Felipão era o técnico da Seleção.
Quiseram os deuses do futebol que a história se repetisse no Brasil, mas pela semifinais.
A Terra, que é redonda como a bola, vai parar por 90 minutos para curtir cada segundo do clássico que soma oito títulos mundiais.
Quem vencer vai se tornar o maior finalista das Copas e irá disputar a oitava final em 20 edições do torneio, o mais importante do esporte mundial.
Doze anos atrás, os alemães lamentavam a ausência, por suspensão, de seu melhor jogador, Ballack.
Hoje somos nós, brasileiros, que lamentamos a falta de Neymar.
Tudo pode acontecer nesta tarde, menos um mau jogo de futebol.
Hoje, a arte está mais do lado europeu e a força do nosso lado.
Se a arte prevalecer, aceitemos, resignados e cavalheiros, como bons anfitriões.
Se a força for mais forte, festejemos, com a nobreza dos que sabem vencer.

Por Juca Kfouri
Comentário para o Jornal da CBN desta terça-feira, 8 de julho de 2014,

Da redação do Blog do Jair Ferraz

Nenhum comentário:

Postar um comentário