terça-feira, 3 de junho de 2014

Comentário esportivo do Blog do Jair Ferraz, Áudio e Texto.


Amistoso de hoje no Serra Dourada: Brasil 4 e Panamá 0, com gols de Neymar, Daniel Alves, Hulk e William.
Eu vi uma boa apresentação da Seleção Brasileira, jogando contra um time que não tem nenhuma tradição futebolística.
Houve momentos de irritação entre os jogadores adversários, razão de muitas faltas por vezes violentas e reprimidas com advertências, cartões amarelos e um cartão vermelho, que provocou a expulsão de um jogador do Panamá por “mão na bola” dentro da pequena área.
Não se iluda torcedor, esse amistoso de hoje foi uma verdadeira “propaganda enganosa”, o time que jogou contra o Brasil e perdeu por 4 x 0, não tocou na bola, não chutou a gol e nem soube se defender.
Verdadeiras máquinas do futebol mundial estão por vir de países que hoje tem seus clubes valorizados. Não vai ser fácil, torço para que o Brasil consiga vencer a Espanha, a Itália, a Inglaterra, a França, a Alemanha e até mesmo a Argentina, seu maior rival.
Um detalhe muito importante que chama a minha atenção, dos 11 jogadores titulares da Seleção Brasileira, nenhum deles joga em clube do Brasil, clube do País que estão vestindo a camisa e defendendo o nome. Eu posso concluir que a Seleção Brasileira, convocada e formada ha pouco menos de dois meses, e que tem por base um time de um clube da Inglaterra, de onde foram convocados quatro jogadores, na minha opinião, este não é tempo o bastante suficiente para treinamento e bom entrosamento de um time de futebol, seja ele seleção ou não, que vai participar de uma importante competição, principalmente uma copa do mundo.
No meu ponto de vista e minha opinião, a Copa do Mundo de 2014 marca a decadência e o fim do futebol brasileiro. Quem viver verá! A prova disto está no estádio que era o maior palco de futebol do mundo, o maior estádio do mundo, o Maracanã, que encolheu após a reforma para receber a final da Copa do Mundo 2014. Antes da reforma o Maracanã, num clássico Fla e Flu chegava a receber de 120 a 150 mil pessoas, hoje não tem capacidade para receber 90 mil, encolheu!
Tem um ditado que diz: “todo brasileiro é um técnico de futebol”, mas não precisa ser nenhum técnico para ver o quanto caiu a qualidade do futebol brasileiro, não existe mais futebol arte.
Sinto saudades do tempo que a Seleção era “verdadeiramente” brasileira.

O Blog do Jair Ferraz falou, está falado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário