quinta-feira, 12 de junho de 2014

Bando preso arrombou quase 80 carros em um fim de semana


Em cumprimento a 13 mandatos de busca e apreensão, a Polícia Civil (PC) desbaratou nesta quinta-feira (12) uma quadrilha especializada em arrombamento a veículos estacionados em supermercados e ruas da cidade. De acordo com a PC, foram sete homens presos até o momento.
De acordo com o delegado geral José Carlos Reis, a investigação durou 60 dias e deve ser concluída ainda hoje. Os membros da quadrilha foram presos entre a noite dessa quarta-feira (11) e madrugada desta quinta-feira (12). Eles são acusados de roubar mais de 200 carros, segundo levantamento preliminar da polícia.
Sivaldo Leriano Xavier, o “Mimosa”; José Antônio da Silva Neto; Diego Felipe Tibúrcio; Warlley Fernandes de Arruda; Marcos Vinícius Cardoso; Jucival Barbosa e José Ferreira da Silva atuavam em pelo menos três estados – Alagoas, Pernambuco e Rio Grande do Norte - desde o ano de 2003. “Foram mais de 200 veículos arrombados. E em um único final de semana eles chegaram a arrombar 76 veículos”, diz o delegado.
Foram apreendidos com o bando diversos estepes de carros, aparelhos de som, perfumes, relógios, celulares, cartões de crédito, cheques e joias. Parte do material se encontrava em um lava a jato localizado no Conjunto Osman Loureiro. O dono foi intimado a prestar esclarecimento à Polícia Civil.
Entre as vítimas da quadrilha está o empresário Robério de Oliveira Pontes, da BG Atacadista LTDA. A quadrilha roubou dele uma quantia de cheques assinados em nome da esposa e de alguns funcionários. O intuito da quadrilha era realizar futuros saques bancários.
“O roubo aconteceu em cerca de oito minutos quando desci do meu caminhão. Foi tudo muito rápido, só notei que um Corola participava da ação”, relata. O crime ocorreu no bairro do Tabuleiro e, segundo Robério, cerca de três semanas atrás.
Modus Operandis
O modo de atuação da quadrilha era diverso. Entre os alvos preferidos estavam os estacionamentos de supermercados como o Extra, Hiper e Makro. “Eles tinham várias maneiras de atuar. A uma certa distância com o dispositivo certo eles bloqueavam o alarme do carro da vítima e invadiam o veículo para roubar os pertences”, explica o delegado.
O material utilizado para os arrombamentos foram encontrados pelos policiais. Um pé-de-cabra, um cortador de vidro diamante, um dispositivo de bloquear alarmes eletrônicos e diversas chaves de fenda foram apreendidas. “Entre os veículos preferidos pela quadrilha estão o Uno e o Pálio pois eles apresentam fragilidade na segurança”, conclui José Carlos Reis.

Da Redação do Blog do Jair Ferraz

Nenhum comentário:

Postar um comentário