sexta-feira, 6 de junho de 2014

Bandidos trocam explosivos por maçaricos em assaltos no Sertão

Na madrugada desta quinta-feira (5), uma agência bancária foi arrombada no Sertão pernambucano. O alvo foi o Banco do Brasil da cidade de Bodocó, onde o cofre e os caixas eletrônicos foram violados com o auxílio de ferramentas como maçaricos e furadeiras. A ação se difere das abordagens anteriores registradas na região, onde os bandidos usavam explosivos para roubar agências bancárias. A modalidade agora chama menos atenção e geralmente só é descoberta na manhã seguinte ao furto.
Segundo informações da Polícia Militar de Ouricuri, na manhã desta quinta-feira (5), o gerente do banco chegou ao local, às 8h e acionou a polícia. O funcionário do banco de Bodocó relatou que todo dinheiro foi levado, mas a quantia não foi informada. A Polícia Civil já iniciou as investigações, mas ainda não é possivel saber como os bandidos entram nas agências sem serem flagrados pelas câmeras de segunça.
Em apenas dois dias, este foi o segundo assalto a agências do Banco do Brasil na região. Crime semelhante aconteceu em Cabrobó, também no Sertão do estado, na noite de terça-feira (3). Na investida, um dos caixas eletrônicos foi violado e o total roubado também não foi revelado.
De acordo com o diretor Regional da Polícia Civil, Glaukus Menk, ações deste tipo são feitas por quadrilhas especializadas. “Não é uma modalidade nova de crime. Eles utilizam furadeiras e outras ferramentas. É uma técnica mais apurada. Mas eles sempre deixam vestígios como impressões digitais. Como agem de forma itinerante, dificulta um pouco as prisões, mas não as tornam impossíveis”, explicou.

Da Redação do Blog do Jair Ferraz

Nenhum comentário:

Postar um comentário