CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Em onda de rebeliões, presidente da Funase toma posse com ausência de Paulo Câmara

Na última segunda-feira, sete internos da Funase Caruaru foram assassinados durante rebelião. Foto: Cortesia
Na última segunda-feira, sete internos da Funase Caruaru foram assassinados durante rebelião. Foto: Cortesia.
De acordo com a agenda oficial, o governador Paulo Câmara não deve prestigiar a posse do advogado Roberto Franca na Funase. 
 O advogado Roberto Franca toma posse como novo presidente da Funase na tarde desta quinta-feira (3). A cerimônia está marcada para às 15h na sede do órgão, que fica na Avenida Rosa e Silva, nos Aflitos, Zona Norte do Recife. O novo presidente do órgão chega com a missão de reestruturar a Fundação de Atendimento Socioeducativo. A Funase enfrenta uma onda de rebeliões com 11 assassinatos nas últimas semanas. As unidades estão superlotadas e os profissionais denunciam a falta de condições de trabalho.
O governador Paulo Câmara determinou que o projeto da nova Funase seja elaborado em até seis meses. De acordo com a agenda divulgada, o governador Paulo Câmara não vai prestigiar a cerimônia desta quinta-feira.
PERFIL
Roberto Franca é advogado formado pela Univerdidade Federal de Pernambuco com ampla experiência na área de direitos humanos. Ele tem uma ligação histórica com o ex-governador Miguel Arraes. O novo presidente da Funase foi secretário de Gabinete do então senador Marcos Freire, entre os anos 1975 e 1978, e da Assembleia Legislativa de Pernambuco, de 1978 a 1980. Em 1980, passou a presidir o Centro de Cultura Professor Luís Freire, em Olinda, cargo no qual permaneceria durante dois anos. Entre 1985 e 1986 presidiu a Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Olinda e Recife.
Em 1986, Franca coordenou o programa Mutirão contra a Violência, idealizado pela Prefeitura de Recife na gestão de Jarbas Vasconcelos. Foi secretário de Justiça de Pernambuco dos segundo Governo Miguel Arraes, de 1988 a 1990, quando passou a comandar a Secretaria de Segurança Pública. Em 1990, Roberto Franca foi eleito deputado federal. No primeiro ano de mandato atuou como membro titular das comissões de Viação e Transportes, Desenvolvimento Urbano e Interior e de Defesa Nacional da Câmara. Em 1995, no terceiro Governo Arraes, voltou a assumir a Secretaria de Justiça, onde permaneceu até o final da gestão.
Com o término o governo, voltou a exercer o cargo de procurador judicial da Prefeitura de Recife. Atualmente, Franca é um dos integrantes da Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Helder Câmara.

Rádio Jornal.