CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Operações da Lei Seca serão intensificadas durante São João

Do G1-PE

Operação Lei Seca na Avenida Agamenon Magalhães, Recife. Foto -Paulo Paiva DP.D.A.Press
Às vésperas de uma das festas mais importantes de Pernambuco, o São João, as autoridades de trânsito preparam o reforço nas ações da Operação Lei Seca. Até o dia 30 de junho, as equipes atuarão nas principais estradas da Região Metropolitana. Também haverá ação intensificada nas rotas de acesso a áreas turísticas, como Porto de Galinhas, em Ipojuca, no Grande Recife,Itamaracá e Maria Farinha, em Paulista, na mesma região,  bem como nos acessos ao interior.
Nos últimos anos, Operação Lei Seca em Pernambuco registrou aumento no número de abordagens. Entre 2014 e 2015, foram 10 mil a mais. Há dois anos, os agentes pararam 363.474 motoristas no estado. No ano passado, 373.508 condutores passaram pelas blitzes.
Com a maior repressão, foi possível reduzir o índice de motoristas alcoolizados nas ruas. Em 2014, os agentes constataram nível de alcoolemia superior ao permitido em 1.594 motoristas. Em 2015, 1.308. Quantidade de casos considerados crimes caiu de 308 para 161 no mesmo período. Também houve redução nas recusas dos condutores de se submeter ao teste do bafômetro. Há dois anos, 4.775 pessoas não quiseram passar pelo exame. No ano passado, foram 4.382.
Neste São João, a Operação Lei Seca vai atuar com a Polícia Rodoviária Federal, Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Polícia Militar, além do Batalhão de Policiamento de trânsito (BPTran) e Batalhão de Polícia rodoviária (BPRv).
De acordo com o coordenador da Operação Lei Seca em Pernambuco, Luciano Nunes, os trabalhos serão executados todos os dias, nesse período. Estão previstas blitzes simultâneas, com nove equipes. Os horários serão alternados e o tempo de permanência nas áreas de atuação vai variar, de acordo com a demanda.
Limites
O motorista flagrado  com índice de 0,05 mg/l e 0,33 mg/l  leva multa de R4 1.945 e comete infração gravíssima. Pode ter a habilitaçlão suspensa por 12 meses. Com índice superior a 0,34, o condutor responde judicialmente por crime de trânsito.