CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Agentes penitenciários denunciam regalias de presidiários em Paulo Afonso

Por Chico Sabe Tudo
Após análise de conteúdo dos celulares apreendidos, esta semana, por agentes penitenciários no Presídio Regional de Paulo Afonso, na região Norte da Bahia, foram encontrados vídeos com imagens de um interno exibindo aparelhos eletrônicos dentro de uma cela, além de um detento sendo espancado por outros presos.
O coordenador do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia (Sinpesb), Reivon Pimentel, procurou a reportagem  para informar uma denúncia protocolada nos órgãos fiscalizadores da execução penal em 2015, sobre a permissão de regalias e o poder paralelo dentro da unidade prisional.
Segundo Pimentel, a unidade tem um histórico de regalias para presos e os grupos criminosos organizados instituem o poder paralelo dentro da unidade prisional. A instituição de representação da classe, já formalizou uma denúncia a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), Corregedoria Geral do Estado e Ministério Público do Estado da Bahia (MPE-BA). 
No primeiro vídeo encontrado, o interno identificado como Franklin Delane Amorim Conceição Júnior, vulgo “Juninho Zica”, exibe aparelhos de som, TV e vídeo game dentro da cela. Segundo informações do Sinspeb, este interno teria utilizado a mãe e uma companheira para planejar assaltos na cidade. Além das regalias, o poder paralelo é cominado por grupos criminosos. Presidiários, entre eles, Juninho Zica e Emerson Henrique, vulgo “Neguinho”, apontado como líder e controlador dos criminosos dentro da unidade prisional, espancam o preso Osmar Rodrigues de Freitas, alegando medida exemplar por uma suposta traição.

A reportagem do Bocão News entrou com contato com o Núcleo de Comunicação da Seap e foi informada que o órgão está apurando as denúncias e informará com brevidade os avanços da apuração.Segundo o Sinspeb, o presidiário Emerson Henrique, “Neguinho”, que responde por tráfico de drogas, é o preso que tem mais regalias dentro da unidade prisional. “Em um motim na ala em que ele é ‘frente’. Ao invés de sofrer sanções, Neguinho recebeu na cela um som de 1,200 watts de potência”, conta do coordenador do Sinspeb. 
Fotos: Bocão News