CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Recife: Incêndio atinge prédio da Chesf.

(Foto: Reprodução/TV Globo)

(Foto: Bombeiros/Divulgação)

(Foto: Bombeiros/Divulgação)


Do G1 PE

Um incêndio de grandes proporções atingiu o prédio da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), na Zona Oeste do Recife, na manhã desta quarta-feira (6). Pouco depois das 10h, seis viaturas do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o local. O fogo começou no centro de reparação de óleo e equipamentos. O material inflamável serve para isolar as bobinas para que a energia não se dissipe. O fogo foi controlado por volta das 14h30 e o rescaldo, finalizado por volta das 18h30. Não houve feridos.
Para combater as chamas, os bombeiros utilizaram seis guarnições, inclusive um caminhão que possui dois tanques de água. Caminhões-pipa da Compesa também fora utilizados. Foi preciso esperar que os 150 mil litros de óleo armazenados na instituição queimassem. [Veja vídeo acima]
As chamas não afetaram a distribuição de energia. Os 40 funcionários que trabalhavam no momento da ocorrência foram todos dispensados. De acordo com um funcionário da instituição, um profissional estaria realizando um trabalho de soldagem em um dos equipamentos quando uma centelha atingiu o óleo armazenado em um dos galpões.
O presidente da Chesf, José Carlos Miranda Farias, não descarta possibilidades como fagulhas, curto circuito ou falha humana. "A causa do incêndio ainda será apurada. Nossos especialistas irão fazer a investigação com o material que sobrou", informa.
"Não há nenhum risco desse incêndio se propagar, não há nenhum risco de corte de energia na cidade do Recife, porque a área de tratamento afetada é distante da subestação de energia. Não há nenhum risco para o consumidor do Nordeste perder qualquer tipo de qualidade ou falta de energia por causa desse incêndio", explicou o presidente da Chesf, ainda durante o incêndio.
Ainda de acordo com José Carlos Miranda, o tratamento de óleo não será afetado porque há centros de tratamento móveis, mas serão necessários entre R$ 2 milhões e R$ 3 milhões para recuperar a unidade. Há pouco tempo, foi feito um investimento de R$ 1 milhão na estação.
O incidente agravou o trânsito na Avenida General San Martin, próxima à Chesf. Segundo a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), uma equipe foi enviada ao local para efetuar desvios e minimizar o congestionamento.
Por volta das 10h30, uma das faixas da Avenida foi parcialmente interditada pelos orientadores de trânsito. Um efetivo da Polícia Militar também foi enviado ao local.
Fumaça
De vários pontos da capital pernambucana, moradores conseguiam enxergar a fumaça. A família do microempresário Rodrigo Tibiriçá mora próximo à Chesf. Segundo ele, além da fumaça, estrondos também foram ouvidos. "Deu pra notar a partir das 8h30. Alguns dos vizinhos também escutaram barulho de explosões", explica.
Numa das escolas próximas à Chesf, a maioria dos alunos estava em um passeio e as poucas crianças que ficaram no colégio voltaram para casa com os pais. “Às 9h, escutamos uma explosão e depois nos demos conta de que era na Chesf”, afirmou a secretária Débora Vera Cruz. Até mesmo os estudantes que seguiram para a aula externa não concluíram a atividade e seguiram para casa com os responsáveis. Segundo ela, a escola não terá expediente à tarde.
A dona de casa Solange Mendonça mora a aproximadamente 500 metros da sede da Chesf. Afirmou ter se assustado bastante com o início do incêndio. "Começou subindo uma fumaça preta, muita fumaça, e depois de um tempo fogo. Fogo muito alto, uma bola de fogo enorme. Esquentou demais meu apartamento. Também tinha muita fuligem. Minha vizinha tem um bebê e como esquentou muito, ela precisou sair rapidamente", relatou.
Duas horas depois, as chamas já eram avistadas em pontos mais distantes. Trabalhando no Pina, na Zona Sul do Recife, o gerente Bruno Bueno se assustou com a nuvem preta. "Saí do trabalho em direção ao Ipsep, na Zona Sul, e durante todo o percurso avistei a fumaça", conta.

Fonte: G1 - Pernambuco