CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

terça-feira, 22 de março de 2016

Política: Raquel Lyra anuncia saída do PSB


A deputada Raquel Lyra anunciou, na Reunião Plenária desta segunda (21/03/16), que está deixando de fazer parte do Partido Socialista Brasileiro para entrar no PSDB. “Eu não saí do PSB, me tiraram de lá”, disse a parlamentar, ao explicar que o partido decidiu que ela não poderia disputar a Prefeitura de Caruaru por meio da legenda.
“Eu assumi a presidência do PSB em Caruaru com a garantia de que lançaria meu trabalho e meu nome para a prefeitura dessa cidade. Mas fui avisada na última segunda (14/03) de que não poderia mais ser candidata, sem qualquer direito ao contraditório”, relatou. O motivo apresentado para a mudança, segundo Raquel Lyra, foi uma exigência do PDT de Pernambuco, que, hoje, está à frente da gestão do município, em troca, do apoio à reeleição do prefeito do Recife, Geraldo Julio.
“Da escola que venho, aprendi que política se faz com palavra, compromisso e coerência. Não participarei deste acordo, vou preservar minha dignidade e independência. Caruaru exige respeito”, reagiu a deputada. No seu discurso, a parlamentar relembrou que era filiada ao PSB desde 2007, fazendo um histórico de suas contribuições ao partido, além da aliança histórica de sua família com a família Arraes, iniciada em 1959.
“Passados esses fatos, não olharei pelo retrovisor. Agradeço aos companheiros do PSB que muito me ensinaram ao longo dessa jornada”, declarou. Sobre a missão em seu novo partido, a deputada afirmou que “o PSDB, neste momento, compreende, respeita e valoriza a minha vontade de alcançar as mentes e corações com um projeto coletivo de cidade”.
REAÇÕES - Em aparte, Antônio Moraes, presidente estadual do PSDB, deu boas-vindas a Raquel Lyra, elogiando o trabalho dela como presidente da Comissão de Justiça da Casa. Segundo o tucano, a parlamentar “será a primeira mulher prefeita de Caruaru, tornando-se um marco para a cidade”. Os deputados socialistas Miguel Coelho, Lucas Ramos e Clodoaldo Magalhães se solidarizaram com a colega que está de saída do partido. “O PSB perde muito. Acho constrangedor que, num momento de crise de representatividade, o partido tenha agido dessa forma”, avaliou Magalhães.
A deputada recebeu apoio e solidariedade tanto de parlamentares governistas, como Zé Maurício (PP), Eduíno Brito (PHS), Rodrigo Novaes (PSD), João Eudes (PRP), Professor Lupercio (SD) e Romário Dias (PSD), quanto de membros da Oposição, como Sílvio Costa Filho (PTB), Teresa Leitão (PT), José Humberto Cavalcanti (PTB) e Edilson Silva (PSOL), além da deputada Priscila Krause (DEM). “Com a sua saída, morre um pedaço do PSB, e isso em um Estado completamente falido de lideranças”, considerou Romário Dias. “Ao agir com honradez e dignidade, Raquel Lyra mostrou que é uma pessoa firme”, elogiou o líder oposicionista, Sílvio Costa Filho.

Fonte: ALEPE