CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

segunda-feira, 7 de março de 2016

Pernambuco: Novo curso ensina como otimizar rotas do Transporte Escolar


O transporte escolar é um dos grandes desafios das gestões públicas municipais, em especial porque muitas vezes há uma frota pequena para atender centenas de estudantes que moram longe das instituições de ensino. Nesta perspectiva, a Escola de Contas oferece uma capacitação que vai qualificar servidores de prefeituras para atuarem ativamente na otimização das rotas de transporte escolar. Trata-se do Curso Geoprocessamento para o Transporte Escolar. Os interessados podem se inscrever pelo site http://escola.tce.pe.gov.br/escola/ ou por este link.

O curso que vai acontecer em duas turmas no mês de abril. A primeira turma acontece nos dias 4 e 5/4 e a segunda nos dias 6 e 7/4, das 8h30 às 18h, num total de 16 h/a para cada turma. As aulas serão teóricas e práticas. As de campo serão realizadas com captação de trilhas e pontos através de equipamentos receptores de sinais GPS e, posteriormente, os dados serão tratados e formatados em sala de aula, inclusive com realização de otimização de rotas.

Mais informações no (81) 3181.7953 ou no www.facebook.com/ecpbg.As aulas acontecem no prédio-sede, na Avenida Mário Melo, 90 – Boa Vista, e no anexo, localizado na Rua da Aurora, 763 – Boa Vista, ambos no Recife.

De acordo com o professor Pedro Teixeira Cavalcanti, ainda hoje há muito veículos antigos, não adaptados e que não atendem à legislação vigente de transporte escolar e, muitas vezes, os condutores não estão habilitados para o tipo de transporte. Além disso, ele enfatiza que devido à pequena capacidade dos veículos irregulares, com a utilização de um número elevado de veículos, diminui o número de empresas especializadas em ofertar os serviços.

“A otimização de rotas, aplicada através de métodos de geoprocessamento, é o caminho para diminuir a quantidade de veículos e de motoristas necessários. Desta forma, é possível viabilizar que o serviço de transporte escolar seja oferecido em escala profissional, em veículos apropriados (ônibus do programa Caminho da Escola) e com condutores devidamente habilitados”, acrescenta ele.

Ele cita um exemplo desta otimização, mostrando que existem municípios que contratam 200 veículos para o transporte e, com a otimização, esse número pode cair para apenas 20 ônibus para transportar o mesmo número de alunos.

Pedro Teixeira Cavalcanti é auditor de Contas Públicas do TCE-PB, à disposição do TCE-PE. É engenheiro civil (UPE/1993) e especialista em Geoprocessamento (IBAPE/FIPE/2012). Já publicou o livro Geoprocessamento Aplicado à Auditoria de Obras Públicas, da Editora Fórum em 2013; e ministrou 16 cursos sobre Geoprocessamento de 2009 a 2015;

Programação:
Curso Geoprocessamento para o Transporte Escolar
Turma 1 – 4 e 5/4 – Programação Completa
Turma 2 – 6 e 7/4 - Programação Completa