CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

quarta-feira, 30 de março de 2016

Pernambuco: Mais de 9,6 mil armas entregues na Campanha do Desarmamento.



Em Pernambuco, 9.682 armas e 16.300 munições foram recolhidas desde o início da Campanha do Desarmamento, em maio de 2011. Os três tipos de armas mais entregues no estado são revólveres, espingardas e pistolas, já as munições de calibre 38 são as mais entregues, segundo o balanço divulgado pela Polícia Federal (PF) nesta quarta-feira (30).
No Recife, o posto da Polícia Federal recolheu 4.367 armas. Já as unidades da PF em Caruaru, no Agreste, e em Salgueiro, no Sertão, receberam, respectivamente, 762 e 827 armas. Ao todo, 22 postos da Polícia Militar (PM) no estado recolheram 1.854 armas, enquanto outras 1.231 foram entregues no posto itinerante da PM. Já o posto da Polícia Rodoviária Federal, no bairro do Pina, na Zona Sul da capital pernambucana, recebeu 641 armas. As armas arrecadadas na campanha são enviadas para o Exército para serem destruídas.
Até o dia 30 de março deste ano, Pernambuco recolheu 175 armas. Já no ano passado, foram recolhidas no estado 1.238 armas. Em todo o País, já foram entregues voluntariamente 649 mil armas, em 2.127 postos de coleta, e já foram pagos mais de R$ 12 milhões em indenizações.
Quem entrega voluntariamente as armas nos postos da campanha recebe indenizações que variam de R$ 150 a R$ 450, dependendo do calibre e do tipo. Também são recolhidas armas de brinquedo, artesanais ou de fabricação caseira, mas sem o pagamento de indenização. Segundo a PF, é preservado o anonimato e nenhum questionamento é feito durante a entrega das armas.
Os interessados em entregar uma arma devem acessar o site www.entreguesuaarma.gov.br ou www.pf.gov.br, preencher uma guia de trânsito que tem validade de um dia e acondicionar a arma de forma discreta e sem munição de forma a não caracterizar o seu pronto uso. Nos casos em que haverá indenização, após a conclusão do procedimento de entrega, é solicitado ao responsável o cadastro de uma senha numérica de quatro dígitos. O pagamento da indenização é realizado em até 48 horas em qualquer terminal eletrônico do Banco do Brasil.

Fonte: G1 - Caruaru e Região