CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Pernambuco: Transexual será a mais nova advogada do Estado.



A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Pernambuco, terá a primeira advogada transexual do Estado. Robeyoncé Lima, 27 anos, foi aprovada no exame unificado da instituição, realizado em janeiro passado. O resultado saiu sexta-feira (12/02/16). Formada em geografia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Rob, como é chamada pelos amigos, está cursando o último período de direito, também na UFPE, e estagia na 11ª Vara da Justiça Federal de Pernambuco.

Em sua página no Facebook, ela contou a notícia no sábado. “Aprovada no exame da ordem!! Está chegando uma advogada trans na OAB Pernambuco!! Gratidão enorme a tod@s que me ajudaram nessa caminhada!!”. Até 17h de ontem a postagem tinha 2.254 compartilhamentos, 12.426 curtidas e 387 comentários. Ela foi muito parabenizada e estimulada a seguir em defesa das pessoas trans. Rob foi a primeira aluna da Faculdade de Direito do Recife a solicitar o uso do nome social, direito assegurado na UFPE desde março de 2015.

“Fiquei muito feliz com a aprovação no exame, isso mostra que meus esforços valeram a pena. Mas a conquista não é só minha, mas de todas as pessoas trans em geral. Quando eu tirar minha carteira de advogada, minha pretensão é advogar e ajudar as amigas transgêneras, principalmente em relação ao direito de usar o nome social, que é algo pelo qual estou lutando agora”, afirma Robeyoncé.

A Diretoria LGBT da UFPE enalteceu a conquista. “A primeira mulher negra e transfeminista da história da OAB-PE. Essa aprovação se torna especial não apenas para Robeyoncé, mas, para todos e todas que lutam por uma sociedade transformadora. Que a sua aprovação na OAB seja mais um instrumento para essa transformação ideológica e transgressora”, destacou. “É um feito histórico e político importante”, comentou Luciana Vieira, responsável pela diretoria. Estudam na UFPE cerca de 20 alunos trans.

Conselheiro da OAB-PE e presidente da Comissão de Seleção e Inscrição, Gustavo Freire saudou a futura advogada. “Tomara que o exemplo de Robeyoncé sirva como estímulo para que as pessoas não se intimidem com o preconceito. A notícia da aprovação dela é extremamente positiva”, afirmou. O exame pode ser feito por alunos de direito que estejam no último ano do curso.

“A OAB terá agora uma advogada transexual, negra e ativista. A vitória de Rob na OAB é uma vitória de muitas mulheres e homens, que se sentem felizes e representados por ela”, comentou a professora da UFPE Liana Cirne. 
 
Fonte: Jornal do Commercio.