CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Carnaubeira da Penha: Vereadores da oposição rejeitam quase R$ 2 milhões em recursos federais.

Mesmo diante da crise econômica que castiga o país, vereadores da oposição do município de Carnaubeira da Penha, no sertão do estado de Pernambuco, rejeitaram a entrada de R$ 1.994.147,16 (Um milhão, novecentos e noventa e quatro mil reais, e dezesseis centavos) nos cofres do município.
O Município seria beneficiado com recursos federais já adquiridos através da luta constante do Prefeito Simão Lopes (Dr. Neto).
Foi na tarde de segunda-feira passada (16/11/2015), às 16h30mim, em sessão ordinária da Câmara de Vereadores, sob a presidência do vereador Cândido, após intenso e acalorado debate dos vereadores da situação, explicando da extrema importância das matérias em votação, a maioria dos vereadores (oposição), rejeitou a entrada do dinheiro que serviria para realização dos seguintes projetos:
O Projeto de Lei nº 022/2015, que dispõe sobre o parcelamento de débitos do município de Carnaubeira da Penha, PE, com o regime próprio de Previdência Social – RPPS;
O Projeto de Lei nº 023/2015, que dispões sobre um crédito especial de R$13.600,00 para o Fundo Municipal de Saúde;
O Projeto de Lei nº 024/2015, que dispões sobre um crédito suplementar, e sobre um crédito especial no valor de R$1.994.147,16.
Do valor do projeto elencado acima seriam destinados R$ 1.288.750,66 para a construção de uma creche na sede do Município; R$ 408.000,00 para a construção de uma Unidade Básica de Saúde no povoado de Quixaba da Barra II; e R$ 297.396,50 para a aquisição de equipamentos para as Unidades Básicas de Saúde de Barra do Silva e Massapê.
Vale salientar que, segundo a Secretaria de Finanças, parte dos recursos já se encontrava disponível para beneficiar a população, mas dependia da aprovação da maioria dos vereadores.
É lamentável esta situação, porque quem perde é o povo do Município, diante desta disputa política da oposição.