CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Mais de 2 mil cisternas serão construídas em 23 municípios dos sertões do Pajeú e Moxotó

Imagem ilustrativa

Uma equipe técnica do Centro de Educação Comunitária Rural (Cecor) prepara-se para iniciar a construção de 2.025 cisternas ‘calçadão’ de 52 mil litros em 23 municípios dos Sertões do Pajeú e Moxotó. A iniciativa faz parte do Projeto ‘Pernambuco Mais Produtivo’, por meio da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária de Pernambuco (SARA), a partir de convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). A inicativa conta também com a parceria da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA).
De acordo com o coordenador do projeto, Pedro Barbosa dos Anjos, a equipe já está bem adiantada. “Alguns técnicos estão cadastrando as famílias, outros ministrando os cursos de capacitação, além de iniciarem em algumas comunidades o processo de escavação. Nossa expectativa é construir até 50% das tecnologias até o final do ano”, explicou.


No Pajeú serão construídas 1.225 cisternas, contemplando os municípios de Afogados da Ingazeira, Carnaíba, Flores, Iguaracy, Itapetim, Quixaba, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Terezinha, Serra Talhada, Solidão, Tabira, Triunfo, Tuparetama, Ingazeira, São José do Egito e Brejinho; já no Moxotó , um total de 800 cisternas contemplará Sertânia, Arcoverde, Custodia, Betânia, Ibimirim, Inajá e Manari.
 

O projeto tem a meta de construir 15.500 cisternas calçadão e outras tecnologias sociais como barreiros lonados, cisternas telhadão e de enxurrada, além de tanques de pedra no estado de Pernambuco.