CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

sábado, 9 de maio de 2015

Mais rápido do que o que se pensava: caiu ontem está sendo reconstruído hoje.

A fotografia feita pelo Blog do Jair Ferraz não nega, a cumeeira do telhado da Escola 1º de Julho, apresenta uma acentuada curvatura para baixo, conforme balizamento da faixa preta inserida na foto. Não temos certeza, mas nos parece que esta "curvatura" fica mesmo em cima da sala da diretoria.

Não tem como escapar dos olhos do "gato preto". Dentro do quadradinho amarelo a foto mostra uma emenda.

Largura e espessura da "linha" mestra.


Por Jair Ferraz:

É isto mesmo que está acontecendo! Está sendo reconstruída a “toque de caixa” a coberta que caiu, (telhas e madeiramento), da sala da biblioteca da Escola Municipal 1º de Julho, na Rua Engenheiro Brandão Cavalcante, na Quadra 1, em Petrolândia, Sertão de Pernambuco.

Segundo os vereadores Fabiano Marques, Rogério Novaes, Jorge Viana, e o presidente da Associação professor Evaldo, que estiveram no local, afirmaram que “estão sendo reutilizadas as mesmas madeiras do desabamento”.

Esta é a parte mais incrível do fato! É que está sendo reutilizada parte da madeira da construção que caiu, ou seja, a madeira que veio abaixo está voltando pra cima, e para utilizá-la foi necessário fazer várias emendas. Acredita-se que a coberta esteja pronta até amanhã, domingo dia 10/05/2015, e depois será feito o forro de gesso.

Vale salientar que após sofrer o impacto do desabamento, a madeira não apresenta a mesma resistencia.

O desmoronamento da coberta prova que a madeira não suportou o peso, da própria madeira, das telhas e nem do forro de gesso, além da construção ter sido mal feita.
 
Ao que sabemos, por “boca” de terceiros, até o presente momento não houve inspeção e nem autorização do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura, para a reconstrução, e conseqüentemente não se tem conhecimento das reais condições de segurança da coberta da Escola Municipal, como um todo, após o desmoronamento.

Em fotos feitas pelo Blog do Jair Ferraz, podemos ver claramente uma leve curvatura na cumeeira da coberta da Escola, o que nos deixa preocupados com a possibilidade de haver outro acidente de graves e injustificadas proporções.

Não conseguimos informações sobre a construtora que está reconstruindo o telhado da Escola, se não é a mesma empresa responsável pela construção do telhado que foi abaixo.

A comunidade local está muito preocupada com a possibilidade dos seus filhos, alunos da Escola, terem de ficar debaixo de uma coberta que deixa dúvidas.