CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

sábado, 11 de abril de 2015

Olimpíada e Festival colocam em pauta o acesso da juventude rural às Políticas Públicas





Cerca de 300 jovens participaram, na noite de ontem (10), da abertura da 1ª Olimpíada e 6º Festival da Juventude Rural de Pernambuco, em Carpina, na Zona da Mata Norte. Uma mística, envolvendo símbolos e músicas, deu o tom da proposta do evento: aprofundar o debate sobre o acesso dos jovens do campo a políticas públicas que promovam a sucessão rural com qualidade de vida. A atividade é uma iniciativa da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Ministério dos Esportes e Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape).

Para a diretora de Políticas para a Juventude da Fetape, Adriana do Nascimento, esse é um momento de aprofundar debates que já vêm acontecendo há muito tempo no Movimento Sindical Rural. “Os jovens sempre contribuíram com as lutas do Movimento e com a construção dessa história. Este evento vem para reafirmar bandeiras de luta que nos desafiam, mas que vêm encontrando forças no protagonismo da juventude. Queremos assegurar que os jovens permaneçam no campo, mas com o acesso aos direitos assegurados pela Constituição. Por isso, contar com parceiros como os Ministérios (Desenvolvimento Agrário e Esportes) e Universidade, entre outros, é muito importante”, declarou.

A secretária de Juventude da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Mazé Morais, lembrou que essa é mais uma etapa na preparação do Festival Nacional da Juventude, que será realizado em Brasília, de 27 a 30 de abril. “Para os jovens rurais pernambucanos, historicamente engajados na luta por melhorias no campo, o Festival será ainda mais significativo, uma vez que vai proporcionar importantes debates, mas também esporte e lazer”, completou.

Para a jovem, Juliana Alves dos Santos, técnica em agroecologia e presidente da associação do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), Produtores (as) Agropecuários (as) Parceiros do Pajeú, a Olimpíada muda a lógica de jovens coitadinhos. “Mostra que podemos sim discutir nosso futuro e nos divertir ao mesmo tempo, como qualquer jovem. E é essa a grande experiência que pretendo levar à comunidade, para que os jovens entendam que podem se tornar autor da sua própria história.”

Programação

Hoje, pela manhã, a programação conta com debates em oficinas temáticas que tratarão de temas como Agricultura Familiar e Agroecologia; Reforma Agrária e Sucessão Rural; Estatuto da Juventude e Políticas Públicas. Em cada sala, haverá sempre ligação entre essas abordagens e os esportes, os jogos, a dança, a ginástica, a percussão, as artes ou o teatro.
À tarde, Futebol, Atletismo, Jogos de Tabuleiro serão algumas das modalidades praticadas pelos jovens das diferentes regiões.

Na manhã do domingo, haverá mais trabalhos nas oficinas temáticas, além da entrega de medalhas, e uma mística de encerramento.