CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Dia Nacional de Paralisações



Atos públicos na SRTE, pela manhã, e na Fiepe, à tarde, marcam o dia 15 em PE

O Dia Nacional de Paralisações contra o Projeto de Lei (PL) 4330 das terceirizações, nesta quarta-feira, dia 15 de abril, será marcado por dois grandes atos públicos no estado. O primeiro às 7h, em frente à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), antiga DRT, na avenida Agamenon Magalhães, Espinheiro. O segundo às 14h, em frente à Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), na avenida Cruz Cabugá, em Santo Amaro.

O ato na SRTE está sendo organizado pelo Sindsep-PE. “Escolhemos fazer a manifestação no Ministério do Trabalho porque é ele que administra os direitos trabalhistas, ameaçados pelo PL 4330”, explica a coordenadora geral do sindicato, Graça Oliveira. A sindicalista lembra que nos demais órgãos também existem o indicativo de paralisação de 24 horas. “Foi esse o encaminhamento tirado na Plenária da Condsef semana passada”, lembra.

Já o ato da tarde está sendo organizado pela CUT Pernambuco. O local escolhido também é estratégico. A Fiepe é uma entidade empresarial e o setor da indústria é um dos que mais emprega no país e no estado. A ideia é mostrar aos patrões que a classe trabalhadora não aceita retirada de direitos e contra isso está mobilizada. De Santo Amaro os manifestantes seguirão em caminhada até o Palácio do Campo das Princesas, encerrando a atividade com outro grande ato público dos professores da rede estadual, em greve desde a última segunda.


Deputados pernambucanos a favor da terceirização

Depois de 11 anos de trâmite no Congresso, foi aprovado o Projeto de Lei 4330 que libera a terceirização da contratação de serviços no Brasil e afeta o sistema trabalhista criado há 70 anos. E a maior parte da bancada pernambucana (18 deputados) votou a favor do projeto. Ao todo, foram 324 votos a favor e 137 contrários.

Dos 25 deputados pernambucanos, apenas quatro votaram contra o PL. Luciana Santos (PCdoB), Wolney Queiroz (PDT), Zeca Cavalcanti (PTB) e Tadeu Alencar (PSB). Três preferiram não votar: Mendonça Filho (DEM), Bruno Araújo (PSDB) e Adalberto Cavalcanti (PTB). Além dos locais, aparece o nome do deputado por São Paulo, mas com origem em Pernambuco, Roberto Freire (PPS), veja lista abaixo.

DEPUTADOS PERNAMBUCANOS QUE VOTARAM PELA TERCEIRIZAÇÃO

PSB
Fernando Coelho Filho
Gonzaga Patriota
João Fernando Coutinho
Marinaldo Rosendo
Pastor Eurico

PSC
Silvio Costa

PR
Anderson Ferreira

PSDB
Daniel Coelho
Betinho Gomes

PMDB
Jarbas Vasconcelos

PPS
Raul Jungmann
Roberto Freire (SP*)

PTB
Jorge Côrte Real
Ricardo Teobaldo

PP
Eduardo da Fonte
Fernando Monteiro

Solidariedade
Augusto Coutinho

PCdoB
Carlos Eduardo Cadoca

PHS
Kaio Maniçoba