CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

sábado, 21 de março de 2015

Orçamento 2015 é aprovado sem contemplar os servidores.


Foi aprovado em votação simbólica na noite dessa terça-feira, 17, o Orçamento da União de 2015. A peça que foi aprovada com três meses de atraso, triplicando recursos para partidos políticos, seguiu para sanção presidencial. O Orçamento também assegura o novo valor do salário mínimo que passará a R$790, o que representa um aumento nominal de 9,1%. A Condsef aponta a necessidade de promover cobranças constantes para que investimentos sejam de fato aplicados para assegurar melhorias essenciais à população que paga os impostos. A expectativa é de que a peça orçamentária não seja apenas um instrumento legal, mas seja de fato aplicada em ações concretas com administração adequada dos recursos. O orçamento 2015 também assegura a última parcela do reajuste de 15,8% destinado à maioria dos servidores do Executivo firmado em agosto de 2012 com pagamento em três vezes (2013-2014-2015).

Com as verbas destravadas, a Condsef também vai seguir cobrando reajuste nos valores de benefícios como o auxílio-alimentação que no Executivo permanece congelado nos últimos anos mesmo tendo sua revisão prevista em orçamento. Uma vez que reconheça a importância do ajuste nos benefícios o governo pode efetuá-lo a qualquer momento durante esse ano. A busca por reajustes nos benefícios é uma das pautas centrais da Campanha Salarial Unificada 2015 dos servidores federais, lançada com atos nos estados no último dia 25 de fevereiro. A campanha ganha reforço nos primeiros dias de abril com a Jornada Nacional de Luta agendada para os dias 7, 8 e 9.

Representante legítimo de cerca de 1,5 milhão de servidores do Executivo, Legislativo e Judiciário, o fórum de entidades nacionais, do qual a Condsef faz parte, continua cobrando que o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, que apontou uma audiência para esta sexta, 20, receba uma comissão definida pela categoria. A pauta unificada dos federais, já protocolada no Planejamento, foi resultado de consensos alcançados em um seminário nacional e uma reunião ampliada que contou com a participação de mais de 400 servidores eleitos legitimamente para representar o conjunto dos federais.

Acompanhando o calendário da Jornada Nacional de Luta, a Condsef também realiza uma série de atividades nesse início de abril. No dia 6 a direção nacional da entidade participa de um seminário sobre negociação coletiva. No dia 8 a Condsef realiza mais uma reunião do seu Conselho Deliberativo de Entidades (CDE), e no dia 9 de abril uma plenária nacional reúne representantes da maioria dos servidores do Executivo para discutir o cenário político e econômico. A necessidade da deflagração de uma greve também estará em pauta.

É de fundamental importância que todas as entidades filiadas à Condsef atendam a este chamado para reforçar a luta e mobilização em busca do atendimento das demandas mais urgentes dos servidores. Acompanhe o calendário de atividades e participe. Só a unidade com uma pressão contundente será capaz de auxiliar para que se estabeleça um canal efetivo de diálogo entre servidores e governo que alcance os avanços esperados por todos.

Fonte:
SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO
www.sindsep-pe.com.br
Rua João Fernandes Vieira, 67, Boa Vista - Recife - Pernambuco - CEP:50.050-200
Fone: (81) 3131.6350 - FAX: (81) 3423.7839