CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Em reunião com prefeitos da Bahia e Sergipe, Prefeito de Petrolândia "anuncia demissões de funcionários comissionados e contratados”



Segundo comunicado do PRB de Sergipe, a queda da receita na arrecadação (ICMS) aos Municípios que dependem dos royalties da CHESF tem preocupado os Prefeitos de Canindé de São Francisco (SE), Paulo Afonso (BA) e Petrolândia (PE) fazendo com que haja um intercâmbio maior entre os gestores que vem se reunindo para achar soluções diante da situação que as perdas vêm gerando. Os três Municípios possuem barragens e geração de energia. A economia é baseada nessa arrecadação que sem ela várias ações ficam inviabilizadas.

Na terça-feira (24), os Prefeitos Heleno Silva (PRB) da cidade de Canindé de São Francisco, Anilton Bastos (PDT), Paulo Afonso e o da cidade de Petrolândia (PE) se reuniram em Brasília/DF para discutir as situações. A esperança é de que haja sensibilização por parte do Governo Federal e compense as perdas.

Na nota do PRB sergipano, diz que a queda da arrecadação o Município de Canindé de São Francisco é a que mais teve perda no ICMS. O valor chega a R$ 20 milhões/ano, ou seja, a perda é de mais de R$ 1 milhão por mês. Em segundo lugar está Paulo Afonso com R$ 9 milhões e Petrolândia com R$ 4 milhões. Devido ao estudo de projeção das perdas, pelas Prefeituras feito em Janeiro, os Prefeitos Heleno Silva e o Prefeito de Petrolândia anunciaram que fariam demissões nos quadros de funcionários comissionados e contratados e outras medidas de contenção de despesas.

Para o Prefeito Heleno Silva Paulo Afonso e Canindé estão entre os municípios que mais perderam financeiramente, depois que diminuiu o valor da energia gerada. “Minha luta é para que Canindé receba, assim como os outros municípios, uma compensação financeira pelo que deixaram de arrecadar”, disse o Prefeito Heleno Silva.

Ao contrário dos argumentos utilizados pelos gestores, vereadores de oposição aos prefeitos dizem que não houve queda. Na última sexta-feira (20), por exemplo, o vereador 'Punk' de Canindé-SE, concedeu entrevista ao programa Radar 89 da Rádio Delmiro FM, e lá o edil garantiu que não existe nada de queda na arrecadação, disse inclusive que só em janeiro de 2015, o receita do município foi de R$ 11 milhões, superando a média de R$ 10 milhões pevistos para 2014.

Em Paulo Afonso, o vereador Antônio Alexandre segue a linha do companheiro sergipano e diz que o prefeito Anilton Bastos está mentindo, no ano passado também utilizou o programa Radar 89 e afirmou também que a receita da prefeitura de Paulo Afonso não caiu.

Fonte: Blog do Ozildo Alves