CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Jatobá: Dois homens mortos, suspeita de choque elétrico e afogamento.

Carro de Bombeiros (Imagem ilustrativa)


Por Jair Ferraz


JOSÉ AILTON DE SOUZA, aparentando ter 40 anos de idade, residente na Rua das Flores, Quadra 1, na cidade de Petrolândia – PE.


CICERO CIRÍACO DOS SANTOS, 34 anos, residente no Sítio Umburana, zona rural do município de Jatobá, Itaparica, Sertão de Pernambuco.

Na tarde desta quarta feira, dia 14/01/15, os dois homens foram encontrados mortos numa criação de peixes no Rio São Francisco, na localidade Sítio Santa Rita, aproximadamente 10 km de Jatobá, e 40 km de distância de Petrolândia, a suspeita é choque elétrico seguido de afogamento.

Militares do Posto Avançado de Bombeiros em Petrolândia foram acionados por um visinho de uma das vítimas, o qual esteve pessoalmente no quartel dos Bombeiros e comunicou o fato. Aproximadamente às 17h50mim os Militares Bombeiros entraram em ação, e saíram rapidamente para atender a solicitação de socorro, porém quando a equipe já ia chegando ao local da ocorrência, os corpos já tinham sido removidos por populares, e estavam sendo trazidos para o Hospital de Jatobá.

Segundo informações de populares daquela localidade, as vítimas José Ailton e Cícero Ciríaco estavam na atividade da piscicultura, colocando alimento para os peixes, quando um deles possivelmente levou um choque, deu um grito, e depois caiu na água, o outro que estava próximo tentou socorrer o amigo, também levou um choque e caiu na água. Os dois homens foram encontrados mortos.

Ainda não se sabe se os corpos vão ser levados para o IML de Caruaru. Aguarda-se uma decisão da Policia Civil local. Só após a perícia no IML é que poderá ser determinada a “causa mortis”, se choque elétrico ou afogamento.

Uma observação que o Blog do Jair Ferraz faz aos leitores: 

“Água e energia elétrica não se misturam, e nem se combinam”. Deve-se ter o máximo de cuidado quando se trabalha próximo da água energizada, normalmente o contato humano é fatal. Não se deve facilitar!