CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Petrolândia: Hospital do IBVASF paralisa atividades por falta de pagamento do SUS.

Dr. João Lopes, médico diretor do IBVASF


Por Dr. João Lopes.

O Hospital e Maternidade IBVASF (Instituto Beneficente Vale do São Francisco), que é tido como referência na prestação de serviços em atendimento médico na micro-região de Itaparica, em Petrolândia, interior do estado de Pernambuco, e que atende as cidades de Petrolândia, Tacaratu, Jatobá, Floresta, Belém do São Francisco, Itacuruba, Carnaubeira da Penha, Inajá, Ibimirim, Manari, Buíque, Cabrobó, Santa Maria da Boa Vista, Lagoa Grande, entre outras, em um passado não tão distante, vem constantemente sofrendo perseguições por parte de políticos, porém até o presente momento tem continuado firme.
O único, e grave problema que estamos enfrentando, é o atraso de três messes no repasse e incentivo do SUS que nos é devido, e contamos com dívidas adquiridas para poder manter as estruturas e atendimento durante esse período.
Após três meses de atraso no repasse do SUS e incentivo dado pelo governo do estado de Pernambuco, os quase inexistentes recursos próprios do IBVASF, são insuficientes para manter os serviços de atendimento aos pacientes do SUS, nos obrigando radicalmente a fechar as portas e encerrar os atendimentos.
Dr. João Lopes, diretor médico e proprietário do Hospital e Maternidade do Instituto Beneficente Vale do São Francisco – IBVASF manteve as contas ''pagas'' utilizando os seus recursos pessoais que, depois de tudo, chegaram ao fim. Chegamos a ter que escolher entre comprar alimentos para os internos ou repor remédios para a farmácia.
Tivemos rumores de greve, cobranças de contas em aberto, promessas de pagamento, noticias de incentivos exorbitantes a outros Hospitais, mas nunca recebemos uma ligação ou retiramos algum extrato que, com isso, honrasse o compromisso do SUS para conosco.
Temos um atendimento mais eficaz e de maior proporção do que todos os Hospitais Municipais da região.
Com o nosso fechamento estaremos deixando mais de 100 mil habitantes desamparados e tendo como alternativa superlotar os centros de saúde do grande Recife.

Segue abaixo todas as informações:

Cidades atendidas:
Petrolândia, Tacaratu, Jatobá, Floresta, Belém do São Francisco, Itacuruba, Carnaubeira da Penha, Inajá, Ibimirim, Manari, Buíque, Cabrobó, Santa Maria da Boa Vista, Lagoa Grande, entre outras.

Procedimentos:
Exames de imagem e diagnósticos, internamentos clínicos, cirúrgicos e obstétricos.

Exames:
Mamografias, densitometria, endoscopia, colonoscopia, rx geral, exames bioquímica, etc.

Demanda:
160-200 cirurgias/mês;
70 partos normais e cirúrgicos/mês;
100-120 internamentos clínicos/mês;
30 pediátricos/mês;

Situação atual do SUS para com o IBVASF:
3 (três) meses com pagamento atrasado.
No mês de setembro/14 foi pago 48%.
No mês de outubro/14 foi pago 61%.
 
Estamos aguardando pagamento referente ao mês de dezembro/14.

Com relação à parcela de incentivo, 3 (três) meses estão atrasados: Set/14 0%, Out/14 0%, Nov/14 0%.

R$ 100.000,00 (cem mil reais) corresponde à folha de pagamento de funcionários.

Conclusão:
Esperamos que este resumo, aqui mostrado, tenha alguma importância, e caso seja necessário, venham à cidade de Petrolândia e vejam com os seus próprios olhos a necessidade de atendimento, e ouçam da própria população, a importância do nosso serviço na região. Temos fotos de todo Hospital para provar o trabalho serio e diferenciado que é feito nesse estabelecimento.
Em 2010 o então Governador Eduardo Campos, em visita a região de Itaparica, atendendo as demandas de saúde da região, determinou a celebração e convênio entre o SUS e Hospital São Thiago de Petrolândia – PE (hoje Instituto Beneficente Vale do São Francisco), através da Secretaria Estadual de Saúde - PE; uma vez que não existia nenhum serviço de referência em saúde na região.
Somos referência em Cirurgia Geral, Clínica Médica, Pediatria e Obstetrícia, onde temos um serviço de Alta Resolutividade em cerca de 95% da demanda, equacionando "um grande gargalo" da população da região. Vale salientar que todas as broncas em cirurgia e obstetrícia são encaminhadas para o IBVASF.
O convênio celebrado em 2009, desde essa época, nunca houve atraso no pagamento dos serviços prestados. Lembramos que somos o menor custo benefício em saúde, em relação aos Hospitais do interior.
Saúde se constitui na causa mais sensível da região, Pernambuco e no Brasil, cuja remuneração dos serviços e ou procedimentos, deixam um déficit de mais de 30 % aos serviços de Saúde. Só conseguimos nos manter em atividade, graças ao incentivo financeiro dado ao serviço pelo saudoso governador Eduardo Campos.
O atraso no repasse pelo SUS através da Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco, relacionado aos serviços prestados, bem como aos incentivos relativos aos meses de setembro, outubro, e novembro deste ano de 2014, tem nos deixado em más condições financeiras, inadimplentes com os funcionários, fornecedores, e outros; não nos restando outra opção se não a de fechar as portas do Hospital IBVASF, deixando sem emprego cerca de 60 funcionários de nível elementar, médio e superior, além de outros indiretos, e médicos, etc., que dependem do funcionamento do IBVASF.

Da redação do Blog do Jair Ferraz.