CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

domingo, 28 de dezembro de 2014

Banhistas capturam tubarão na Praia de Maria Farinha, PE

(Foto: Fernando Gondim Júnior/ Acervo pessoal)

Banhistas capturaram um tubarão na Praia de Maria Farinha, no município de Paulista, Litoral de Norte de Pernambuco, na manhã deste domingo (28). O funcionário público Fernando Gondim Júnior estava no local no momento em que o animal foi avistado na água. Segundo ele, o aparecimento do tubarão gerou tumulto entre os frequentadores da orla. Assustadas, algumas pessoas, inclusive crianças, saíram do mar às pressas.
Fernando contou que estava em um bar próximo ao pontal de Maria Farinha, logo depois da curva na PE-01 que dá acesso às balsas da travessia para Nova Cruz, em Igarassu, no Grande Recife. Por volta das 9h, uma pessoa gritou ter avistado a cauda do tubarão. "Tinham crianças na água e uma não conseguiu sair porque a maré estava secando e puxando muito. Eu que fui lá e a puxei. O tubarão estava próximo da areia, e o pessoal ficou com medo", disse.
O funcionário público ainda relatou que um banhista apareceu com um arpão e acertou o tubarão, puxando o bicho até a areia da praia. "Muita gente se aproximou, parecia troça de carnaval. Jogaram pedra, deram pauladas e mataram o animal. Depois, tiraram fotos. Eu achei meio primitiva [essa atitude]. Ali era o hábitat dele, era para ter deixado ele no mar. Ouvi dizer que iam dividir [a carne]. Só achei melhor divulgar a foto para conscientizar as pessoas sobre o risco de ataque", comentou.
Procurado pelo G1, o chefe da fiscalização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) em Pernambuco, o biólogo Amaro Fernandes, afirmou que o animal capturado em Maria Farinha provalvemente é um tubarão-azul (Prionace glauca). "Para ter certeza, seria necessária uma perícia do animal. Essa espécie não consta na lista de fauna aquática ameaçada de extinção e não encontrei registros de ataques por essa espécie em Pernambuco", explicou.
Ainda conforme Fernandes, existe uma série de normas que regula a pesca do tubarão no Brasil, entre elas, a necessidade de uma autorização do Ministério da Pesca. "Provavelmente, nenhum daqueles banhistas tinha autorização, o que já configura uma infração administrativa. Em caso de espécie ameaçada de extinção, constitui crime ambiental, com pena prevista até três anos de reclusão, fora a multa", explicou. O telefone para denúncias ao Ibama é o 0800-61-8080.

Fonte: G1 - Pernambuco

(Foto: Fernando Gondim Júnior/ Acervo pessoal)