CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Projeto da Embrapa avalia aquicultura no Nordeste (Itaparica, Moxotó e Xingó).

Até a próxima quinta-feira (6), pesquisadores da Embrapa Pesca e Aquicultura, em Palmas (TO), participam de mais uma etapa do Projeto Campo Futuro da Aquicultura, em municípios da Bahia e Pernambuco.
A iniciativa é desenvolvida pela Embrapa em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (sistema CNA) e com parceiros regionais. Objetivo é levantar custos de produção e caracterizar a propriedade rural piscicultora mais frequente de cada região.

Ao todo, serão três painéis que contarão com a presença dos pesquisadores Roberto Flores e Manoel Pedroza Filho e a analista Renata Barroso que, juntamente com piscicultores e técnicos do Polo de Paulo Afonso, irão dissertar sobre o tema.

O Polo se localiza na divisa dos estados da Bahia e de Pernambuco. Na região, há três reservatórios de água: Itaparica, Moxotó e Xingó. "A escolha deste polo foi proposta pela Embrapa devido às indicações de que o Lago de Itaparica é o reservatório de maior produção de piscicultura no Brasil", afirma a pesquisadora e coordenadora do projeto, Andréa Muñoz.

Capacitação

Esta é a terceira região trabalhada pelo Campo Futuro da Aquicultura. Em julho e em agosto, foram realizados painéis no Tocantins e, em setembro, no estado do Mato Grosso.

"Os piscicultores, técnicos e fornecedores presentes nos painéis têm contribuído muito. No início, há certa dificuldade de entender que o objetivo não é capacitá-los e sim coletar informações reais dos produtores para chegar a uma propriedade típica, que é hipotética, porém deve ser o mais próximo possível da realidade da região", afirma Andréa.

Serviço:

Os três painéis acontecem de acordo com a programação a seguir:
 
Terça, 4 de novembro: Glória (BA), na Câmara de Vereadores, às 14h
 
Quarta, 5 de novembro: Paulo Afonso (BA), no Instituto Federal da Bahia (IFBA), às 14h
 
Quinta, 6 de novembro: Jatobá (PE), na Associação Jovens Criadores de Peixes, às 14h

Fonte:
Embrapa