CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Ministério nega falha em testes da Transposição


Após a notícia de que os testes de bombeamento do projeto de Transposição do São Francisco haviam falhado ser veiculada pela imprensa, o Ministério da Integração Nacional disse, por meio de nota, que os ajustes estão dentro do previsto e que "a fase de testes consiste em uma sequência de ajustes entre os vários equipamentos e componentes. Sendo assim, é equivocado citar "falha" nos procedimentos". Ainda, segundo o ministério, apenas o primeiro conjunto de motobomba passou por testes e ajustes.
 
Ainda segundo a pasta, "os testes nos equipamentos hidromecânicos nessa Estação, da Meta 1 Leste do Projeto, conforme já previsto, fazem parte das boas práticas da engenharia e de qualquer protocolo de acionamento de conjuntos de motobombas. Os testes iniciaram-se em agosto, com subestações e equipamentos associados".
 
Na nota, o ministério reafirma que as obras da Transposição do São Francisco, que encontram-se com 66,1% de execução, deverão ser concluídas até dezembro do próximo ano.
 
O Ministério da Integração Nacional esclarece que os testes de bombeamento do Projeto de Integração do Rio São Francisco - estão dentro da normalidade - e em consonância com o previsto por esta Pasta. Não há quaisquer inconformidades nos procedimentos adotados. Cabe explicar que a fase de testes consiste em uma sequência de ajustes entre os vários equipamentos e componentes. Sendo assim, é equivocado citar "falha" nos procedimentos.
 
Atualmente, o Ministério trabalha nos ajustes para interação entre as centenas de equipamentos da primeira Estação de Bombeamento (EBV-1) do Eixo Leste. Os testes envolvem o bombeamento de água para o reservatório Areias, no apropriado tempo. De acordo com o cronograma, apenas o primeiro conjunto motobomba passou por testes e ajustes.
Os testes nos equipamentos hidromecânicos nessa Estação, da Meta 1 Leste do Projeto, conforme já previsto, fazem parte das boas práticas da engenharia e de qualquer protocolo de acionamento de conjuntos de motobombas. Os testes iniciaram-se em agosto, com subestações e equipamentos associados.
 
Entre os equipamentos a serem ajustados estão todos aqueles que compõem uma Estação de Bombeamento, como os quadros de corrente de energia, softstarter (controle de corrente de energia dos motores), motores, bombas e válvulas. Esses ajustes são necessários para calibração do sistema, visando alcançar a melhor eficiência do conjunto de motobombas. Os testes na EBV-1 prosseguem até o fim do ano.
 
Cabe ainda informar que a fase de testes de bombeamento acontece após a abertura das ensecadeiras (barramento) no Projeto de Integração do Rio São Francisco, processo iniciado em agosto. O enchimento dos canais até as primeiras Estações de Bombeamento (EB) de cada Eixo representou a primeira etapa de pré-operação do empreendimento. 
Ressalta-se que, a quantidade de água a ser bombeada até o final deste ano representa apenas 0,06% da capacidade do reservatório de Itaparica. Do volume atual, representa apenas 0,3%.
 
As obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco deverão ser concluídas, em sua totalidade, até dezembro de 2015. O empreendimento apresenta 66,1% de execução física, conforme relatório físico do mês de setembro deste ano. Mais de 11.530 trabalhadores estão atuando na construção da maior obra de infraestrutura hídrica do país. Cerca 4.000 mil máquinas estão em operação ao longo dos 477km de extensão das obras. Até junho de 2015, as obras até o reservatório Jati (CE) no Eixo Norte, e até o reservatório Moxotó (PE) no Eixo Leste, que totalizam quase 300 km, deverão estar concluídas.

Fonte: 247 - Pernambuco