CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

terça-feira, 28 de outubro de 2014




Em 15 dias, o reservatório de água de Areias, no município de Floresta, em Pernambuco, estará cheio. Serão 4,5 milhões de metros cúbicos de água captados do Rio São Francisco e que passam pelo projeto piloto da Transposição do São Franscisco, que aos 16 quilômetros da obra. Para este ano, nada muda na vida dos nordestinos, mas leva para 2015 a promessa de começo do benefício à população, antes prevista para 2010 e 2012. No ano que vem, inclusive, o governo federal terá um grande desafio: entregar a obra completa, com 477 quilômetros de canais de água operando (testados) e beneficiando 12 milhões de pessoas do semiárido do Nordeste.De acordo com o ministério da Integração Nacional, responsável pela implantação do projeto, os primeiros sistemas de abastecimento benficiarão 314 famílias que vivem em comunidades dos municípios pernambucanos de Petrolândia e Floresta. “Essas localidades estão num raio de cinco quilômetros dos canais do Projeto de Integração do Rio São Francisco. No total, após conclusão do Projeto São Francisco, serão atendidas 325 comunidades nos estados do Ceará, Paraíba e Pernambuco”, disse a comunicação do ministério.

O consórcio Engesoft/Projetec é o responsável por realizar todos os projetos dos sistemas que conectam os grandes canais pelos sistemas de abastecimento locais, pelo custo de quase R$ 13 milhões. Já a implantação e a gestão desses sistemas ocorrerão em parceria com os governos estaduais e as prefeituras.. Em Pernambuco, serão de responsabilidade da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e dos próprios municípios, de acordo com o quantitativo habitacional da localidade. Na lista de cidades pernambucanas, estão Floresta, Betânia, Custódia, Sertânia, Cabrobó, Petrolândia, Parnamirim, Mirandiba, Curaçá, Salgueiro, Terra Nova e Verdejante. Não foi firmado nenhum convênio ainda para a obra sair do papel.

Por enquanto, apenas Floresta e Cabrobó, municípios estratégicos do projeto por estarem nas zonas de captação da água do Velho Chico, têm projetos executivos prontos para os sistemas. A obra custará cerca de R$ 10 milhões e prevê a rede para abastecer 20 comunidades nas duas cidades. A licitação ainda não foi publicada. Depois de prazos e orçamentos revistos, a obra da Transposição do Rio São Francisco tem custo de R$ 8,2 bilhões. Hoje, o status da obra está em 66% concluído.


Fonte: Diário de Pernambuco