CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

CONTATOS PARA ANÚNCIO: thiagoferraz@outlook.com.br

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Debate na TV foi marcado por tensão e ataques


O último debate dos candidatos ao Governo de Pernambuco foi marcado pela pressão contra o candidato do PSB e líder nas pesquisas de intenção de voto, Paulo Câmara. No debate promovido pela Rede Globo, os candidatos Armando Monteiro Neto (PTB) e José Gomes (PSOL) dirigiram todas as suas perguntas ao socialista.
O momento mais tenso do debate, realizado na noite desta terça-feira (30), foi quando José Gomes questionou a procedência das doações de R$ 8 milhões feitas à campanha do PSB. Como Câmara não respondeu diretamente a pergunta, José Gomes o desafiou para apresentar a lista dos doares da campanha na tarde desta quarta-feira.
Ao longo do debate, Armando voltou a questionar o "lastro" político que o socialista teria cas seja eleito. Câmara rebateu dizendo que que terá o lastro do "respaldo do povo" e que não irá "fazer política de conchavos com os senadores que você (Armando) admira como Collor e Sarney", disparou.
Armando questionou o adversário sobre as parcerias mantidas pelo Governo do Estado com a União. O socialista reconheceu o apoio dado pelo governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mas que este auxílio tornou-se menor no governo da presidente Dilma Rousseff. O petebista o chamou de "injusto" diante dos volumes de recursos que foram repassados pelo Governo Federal a administração estadual nos últimos anos.

Fonte: 247