quinta-feira, 30 de junho de 2016

Operação Turbulência - Causa da morte de Paulo Cesar Morato foi envenenamento




Por Folha de PE

A causa da morte de Paulo César de Barros Morato foi envenenamento. A informação foi apurada pela reportagem da Folha de Pernambuco, com exclusividade, na tarde desta quinta-feira (30). Com o resultado, a polícia ficará responsável em apurar se o empresário se envenenou ou foi envenenado.
O corpo de Morato já está liberado pelo Instituto Médico Legal (IML), que aguarda a família dele. Segundo nossas fontes, a causa da morte que aparece no laudo é "intoxicação exógena".
Morato é considerado o “testa de ferro” da organização criminosa suspeita de levar dinheiro para as campanhas do ex-governador Eduardo Campos e foi encontrado morto no dia 22 de junho, no Motel Tititi, em Olinda, Região Metropolitana do Recife.
O empresário estava foragido desde a última terça-feira (21), quando a PF cumpriu 62 mandados judiciais e prendeu quatro pessoas, no âmbito da Operação Turbulência. Durante a estadia no motel, Morato chegou a pedir somente uma água.
Ele teria chegado por volta do meio-dia, da terça (21), sozinho em um Jeep Renegade. Na quarta (22), funcionários do estabelecimento decidiram abrir o quarto com a chave-mestra, já que o empresário não renovou a diária. O corpo foi encontrado em cima da cama, sem sinais de violência, sangue ou arma.
No quarto onde Paulo Cesar de Barros Morato foi encontrado, a Polícia Civil recolheu cartelas de remédios em uso, três aparelhos celulares - iPhone 5, iPhone 6 e um da marca Blue -, vários óculos de grau e sol, três carteiras de couro marrom, três cheques em branco - dois do Banco do Brasil e um do Bradesco -, além de 53 envelopes vazios para depósito do Banco do Brasil, R$ 3 mil em espécia, R$ 4,95 em moedas, sete pendrives e um boneco do Homem-Aranha.
Perícia
Na quinta-feira (23), a Polícia Civil suspendeu a perícia no quarto do motel onde Morato foi encontrado. Os papiloscopistas chegaram ao motel às 10h52, mas nem pisaram na cena do crime. Partiram poucos minutos depois, ao receber um telefonema da chefia da Divisão de Crimes da Polícia Civil, orientando que não fizessem a perícia. Nenhuma outra explicação foi dada. O advogado do motel, Higínio Marinsalta, chegou a informar que o estabelecimento aguardava instruções da Polícia.
A falta de perícia no quarto onde o empresário foi achado levou o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) e a Associação dos Peritos de Pernambuco (Asppape) a protocolar um pedido de informações na Secretaria de Defesa Social (SDS) a respeito dos procedimentos tomados no caso da morte de Paulo César Morato, na segunda-feira (27). As entidades explicaram que a delegada Gleide Ângelo solicitou a realização do exame quando o corpo foi encontrado, na noite da quarta (22), mas os papiloscopistas não conseguiram iniciar o procedimento.
A informação contradiz a declaração da gerente geral de Polícia Científica, Sandra Santos. Durante coletiva de imprensa ainda na quinta-feira (23), ela chegou a dizer que o procedimento foi feito.
Na última quarta (29), o Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sinpol-PE) criticou as modificações feitas na perícias no corpo do empresário. As vísceras de Paulo César de Barros Morato foram encaminhadas para o IML da Paraíba na segunda-feira (27). O legista retornou no mesmo dia à Capital pernambucana.
Vida pacata
Considerado "testa de ferro" da organização criminosa suspeita de lavar dinheiro para financiar as campanhas do ex-governador Eduardo Campos, em 2010 e 2014, Paulo Cesar de Barros Morato pode ter sido um laranja. Com exclusividade, a Folha de Pernambuco e o portal FolhaPE mostraram que o suspeito levava uma vida simples no município de Tamandaré, a 100km do Recife.
Morato tinha um ponto de vendas e conserto de celulares anexado à casa onde morava de aluguel, na rua José Bezerra Sobrinho. Ele morava com a esposa, que trabalhava como revendedora de uma marca de cosméticos, e ajudava a criar suas duas filhas. A Folha de Pernambuco chegou a ir ao local e descobriu que o empresário era bem admirado pelos vizinhos. Uma moradora da região chegou a dizer que "não tinha tempo ruim com ele" e que ele "falava com qualquer pessoa, de mendido a advogado".
Um mapeamento da Folha de Pernambuco sobre os últimos passos de Morato mostrou que o empresário buscava fugir do mapa. Em maio de 2015, dois meses antes da Operação Politeia, o empresário deixou a casa em Tamandaré. A operação foi o primeiro desdobramento da Operação Lava Jato. Segundo a apuração, Morato já desconfiava, ou foi informado, que as investigações poderiam lhe custar a prisão. No período de um ano, ele também encerrou as atividades comerciais.
Com base no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), a Câmara & Vasconcelos é localizada na avenida Ernesto de Paula Santos, número 187, em Boa Viagem, mas no local, funcionários do empresarial explicaram que o negócio não funciona no local há pelo menos um ano e meio e que não havia muita circulação de pessoas no escritório.
O Jeep Renegade, que estava com Morato no dia em que ele foi encontrado morto, também não está no nome dele. As multas debitadas ao carro revelam trechos percorridos entre Recife e as cidades de Olinda e Igarassu, na Região Metropolitana. Todas elas apontam infrações por velocidade superior à máxima permitida. O último ano de Paulo, portanto, dá a impressão de que ele submergiu para não ser encontrado.
Testa de ferro
Morato era o único foragido da Operação Turbulência, deflagrada na última terça (21). Ele seria o real proprietário da empresa Câmara & Vasconcelos, envolvida na compra do avião Cessna Citation PR-AFA. A aeronave transportava o ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência em 2014 Eduardo Campos (PSB) e caiu em Santos, no litoral paulista, em agosto de 2014, matando Campos e mais seis pessoas.
O empresário era considerado o "testa de ferro" do grupo criminoso. Sua empresa teria sido contratada pela OAS por R$ 18.858.978,16 para prestar serviços de terraplanagem durante as obras da transposição do Rio São Francisco e teria movimentado a maior quantia de dinheiro dentro do esquema. O inquérito aponta, ainda, que Morato mantinha R$ 24,5 milhões em sua conta.

Petrolândia tem contas da gestão do prefeito atual sendo julgadas pelo TCE

Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco

O Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), está julgando as contas da Prefeitura de Petrolândia na gestão do prefeito Lourival Simões.

Acompanhe os processos dos anos 2009 e 2012 e tire suas conclusões!

Exercício 2009




Exercício  2012


TCE vai realizar auditoria especial nas contas da Fundarpe e Empetur

O Tribunal de Contas vai realizar uma auditoria especial na Fundação do Patrimônio Histórico de Pernambuco (Fundarpe) e na Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) para apurar a eventual existência de cobrança de comissões ilícitas por agentes públicos ou empresários intermediadores de shows e eventos, conforme denúncias feitas por artistas locais semana passada.

A formalização do processo foi autorizada pela conselheira Teresa Duere, relatora das contas da Fundarpe e Empetur, após uma representação do Ministério Público de Contas. A auditoria especial foi um pedido do procurador geral do MPCO, Cristiano Pimentel, baseado nos áudios divulgados num grupo de whatsapp pelos cantores André Rio e Cezzinha, onde afirmam que os órgãos públicos estariam cobrando uma comissão para permitir a participação deles em shows promovidos pelo estado.

“Como somos um órgão de fiscalização temos que esclarecer a questão, sem fazer nenhum pre-julgamento”, disse o procurador do MPCO Cristiano Pimentel. "O Tribunal de Contas não tem sido omisso em relação a irregularidades com shows de artistas. Há anos a instituição tem combatido irregularidades na Fundarpe e Empetur, revelando inclusive o que ficou conhecido como “escândalo dos shows fantasmas”, ocorridos entre 2007 e 2008", disse ele. "Prova de que estamos cumprindo nosso papel constitucional nesse tema", concluiu.

O TCE também apontou várias irregularidades na gestão da Empetur de 2010 a 2014, levando à rejeição das contas de parte da então diretoria da empresa, no período, além de representação ao Ministério Público Estadual para abertura de investigação criminal.


Caso as denúncias sejam comprovadas, haverá infração, em tese, aos princípios da moralidade, legalidade, probidade e eficiência nas inexigibilidades de licitação promovidas pelo órgão, com potencial desvio de recursos públicos e prejuízos ao erário.

Em quatro horas, Dilma arrecada mais de R$ 66 mil em vaquinha para pagar viagens

Duas amigas da presidenta afastada Dilma Rousseff da época da ditadura militar iniciaram ontem (29) uma campanha virtual para arrecadar dinheiro para custear as despesas com os deslocamentos da petista pelo país em aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB).

No início de junho, o presidente interino, Michel Temer, limitou o uso de aviões da FAB por Dilma apenas para deslocamentos de Brasília a Porto Alegre (RS), onde mora a família da presidenta afastada. Esta semana, no entanto, a Justiça Federal do Rio Grande do Sul autorizou Dilma a usar as aeronaves da FAB em viagens pelo país, desde que os custos sejam ressarcidos por ela ou pelo PT.

Idealizada por Guiomar Silva Lopes e Maria Celeste Martins, contrárias ao impeachment, a vaquinha virtual foi batizada de Jornada pela Democracia - Todos por Dilma, e tem como objetivo arrecadar R$ 500 mil até agosto. Em quatro horas de campanha, 746 pessoas já haviam feito doações e o total arrecadado chegou a mais de R$ 66 mil.

Recompensa: Quem contribuir com mais de R$ 10 receberá uma foto oficial autografada em versão digital, um vídeo de agradecimento, além de citação no site da presidenta afastada.

No vídeo de apresentação da campanha, Celeste conta que conheceu Dilma em 1969, na clandestinidade. Já Guiomar conhece Dilma desde 1970, quando foi presa e torturada pelo regime militar. "Conheço a Dilma de longa data. É uma das pessoas mais íntegras que eu conheço. A luta que ela vem desenvolvendo na retomada do seu mandato merece todo apoio que se possa dar", diz Celeste. 

"As medidas coercitivas em relação à presidenta Dilma são absurdas, ilegais. Como é que um governo como esse tira qualquer direito, inclusive de mobilidade, da presidenta? A gente está aqui para compor e reforçar as atitudes e lutas no sentido de repor o governo legítimo da presidenta Dilma", acrescenta Guiomar.

A assessoria de Dilma disse que "saúda" a iniciativa das amigas da presidenta afastada.


A campanha está hospedada na plataforma de crowdfunding Catarse e aceita doações apenas de pessoas físicas residentes no Brasil. De acordo com o site, 13% serão repassados para a própria plataforma, 4% para pagamento de impostos e o restante do valor arrecadado (83%) será usado para pagamento de despesas com deslocamento da presidenta Dilma. A prestação de contas será apresentada, periodicamente, no site www.dilma.com.br.

Parnamirim/PE, 107 anos de Emancipação Politica, nesta sexta-feira (01/07)

107-anos
O Prefeito Ferdinando Lima de Carvalho, o Vice-Prefeito Tácio Pontes, a Câmara Municipal de Vereadores e o Secretário de Turismo, Cultura e Esporte Moacir Gaspar Filho, convidam a população em geral para prestigiarem as comemorações em alusão aos 107 anos de Emancipação Política do Município de Parnamirim, com a programação abaixo.
programação

Desemprego fica em 11,2% no trimestre encerrado em maio

O desemprego ficou em 11,2% no trimestre encerrado em maio, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No trimestre de março a maio, havia cerca de 11,4 milhões de pessoas desocupadas no Brasil. A taxa é a mesma do trimestre encerrado em abril. Assim, novamente, é a maior já registrada pela série histórica do indicador, que teve início em janeiro de 2012. No mesmo trimestre no ano anterior, a taxa havia ficado em 8,1%, segundo o IBGE. Ficou acima ainda do trimestre de dezembro de 2015 a fevereiro de 2016, que ficou em 10,2%.
Ocupados e desocupados

A população desocupada subiu 40,3% (mais 3,3 milhões de pessoas) no confronto com igual trimestre de 2015 e cresceu 10,3% (aproximadamente 1,1 milhão pessoas) em relação ao trimestre de dezembro de 2015 a fevereiro de 2016.
Já a população ocupada (90,8 milhões de pessoas) registrou queda de 1,4% (menos 1,2 milhão de pessoas ocupadas) em comparação com o mesmo trimestre de 2015 e apresentou estabilidade ante o trimestre dezembro de 2015 a fevereiro de 2016 (menos 285 mil pessoas).
Segundo o IBGE, o número de empregados com carteira assinada no setor privado caiu 4,2% (menos 1,5 milhão de pessoas) em relação a igual trimestre do ano anterior e recuou 1,2% frente ao trimestre dezembro de 2015 a fevereiro de 2016 (menos 428 mil pessoas).
Já o número de empregados sem carteira de trabalho assinada subiu 3,5% ante o trimestre de dezembro de 2015 a fevereiro de 2016 e ficou estável frente ao trimestre de março a maio de 2015.

Fonte: G1

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Deputada Simone Santana sofre acidente na PE-60, na Mata Sul

Deputada Simone Santana sofre acidente em Barreiros, na Mata Sul (Foto: Divulgação/Whatsapp)


Do G1 PE

A deputada estadual Simone Santana (PSB) sofreu um acidente na manhã desta quarta-feira (29) na PE-60, em Barreiros, na Mata Sul de Pernambuco. A parlamentar se dirigia ao município de São José da Coroa Grande, no Litoral Sul, quando o carro em que viajava foi atingido por outro veículo e capotou. Outras quatro pessoas estavam no veículo com a parlamentar. Apesar da violência da colisão, os ocupantes tiveram apenas ferimentos leves.
No outro veículo, onde estavam cinco pessoas, três ficaram feridas, incluindo uma criança de oito anos. De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital da Restauração, o estado de sáude dos três pacientes transferidos para o hospital é estável. Eles passaram por exames e estão em observação, mas nenhum em estado grave.
Deputada Estadual Simone Santana, de Pernambuco (Foto: Rinaldo Marques/Alepe)
Segundo informações do gabinete de Simone Santana, a deputada viajava em uma Hilux com sua equipe para participar da procissão dedicada a São Pedro. Por volta das 7h, quando se aproximaram do trevo de Água Preta, na mesma região, houve uma colisão com um Celta vermelho.

"Estávamos vindo pela PE-60 e, na altura do trevo, um carro vermelho entrou na rodovia bruscamente em nossa frente. O nosso motorista ainda tentou frear enquanto o condutor do outro veículo ficou sem reação. Batemos na lateral do outro carro e, com a colisão, o veículo onde estávamos capotou", contou ao G1 a jornalista Nathália Pereira, que é a assessora de imprensa da deputada.
Também estavam no carro da parlamentar Fabiana Nóbrega (chefe de gabinete), Leandro Mendonça (fotógrafo) e Ednaldo Protázio (motorista). Todos eles tiveram escoriações por conta da batida e foram levados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência ao Hospital de Barreiros.
A chefe de gabinete teve uma lesão na perna, mas também sem gravidade. Após o atendimento, todos receberam alta. A equipe da parlamentar retornou ao Recife ainda pela manhã. "A deputada foi para o Hospital Português para fazer uma bateria de exames, pois estava sentindo dores no corpo e depois ficará em repouso em casa", afirmou Nathália Pereira.

Celta que se envolveu em acidente na PE-60 com o carro da deputada Simone Santana (Foto: Divulgação/Whatsapp)
No Celta estavam cinco pessoas que iam de Caruaru, no Agreste, para Tamandaré, no Litoral Sul. O condutor, Clenildo Severino da Silva, 36 anos, a adolescente Ingrid Bezerra da Silva Souza, 14 anos, e a pequena Ysmaely Maria da Silva Souza, 8 anos, tiveram múltiplas fraturas e foram transferidos para o Hospital da Restauração (HR), no Recife. Pela gravidade dos ferimentos, a criança foi removida de helicóptero. A esposa do motorista, Josivânia da Silva Souza, 32, anos, e o adolescente Eduardo Barbosa da Silva, 17 anos, tiveram ferimentos leves. As informações foram repassadas pelo setor de emergência do Hospital Municipal de Barreiros.

Primeiro mandato

Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, a deputada estadual Simone Santana é também titular do colegiado de Saúde e Assistência Social e suplente nas Comissões de Constituição, Legislação e Justiça e de Desenvolvimento Econômico e Turismo. A parlamentar cumpre seu primeiro mandato na Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco.
Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e especializada em Pediatria e Medicina do Trabalho, Simone é funcionária pública federal concursada desde 1998. Exerceu a função de médica concursada na prefeitura de Olinda (1988-93), no Banco do Nordeste (1989-99) e na Secretaria Estadual de Saúde. Em sua carreira política, esteve à frente da Secretaria de Saúde e do Departamento de Bem-Estar do Ipojuca. Ela é casada com o prefeito de Ipojuca, Carlos Santana.


Testes nas vísceras de empresário tiveram que ser feitos na Paraíba

Corpo do empresário Paulo César Morato foi encontrado em motel, em Olinda (Foto: Bruno Marinho/G1)
Por G1 PE

Um dos exames das vísceras do empresário Paulo Cesar Barros Morato, achado em um motel de Olinda, no Grande Recife, no dia 22 de junho e alvo da Operação Turbulência, da Polícia Federal, teve que ser feito em um laboratório da polícia da Paraíba.
A decisão foi tomada por causa de um problema técnico.
O equipamento usado no Instituto de Criminalística Professor Armando Samico (ICPAS), da Polícia Científica de Pernambuco, estava quebrado, de acordo com informações da Secretaria de Defesa Social (SDS), e não havia condições de fazer o teste toxicológico.
Segundo a SDS, diante da repercussão do caso, havia a necessidade de agilizar todos os exames.
Como o cromatógrafo gasoso acoplado ao espectofotômetro de massa (CGMS) estava em manutenção no momento em que chegou a requisição para o exame, um técnico pernambucano acionou o laboratório localizado em João Pessoa (PB), que mantém convênio com a polícia de Pernambuco há muitos anos.
“Destaca-se que em situações normais, não havia necessidade desse deslocamento, visto que teríamos o tempo necessário para aguardar o fim da manutenção”, informa  a SDS.
A SDS esclareceu que o técnico levou para aParaíba amostras das vísceras de Morato, na terça-feira (28), e já retornou ao Recife. Os demais exames estão sendo feitos na capital pernambucana. A Secretaria de Defesa Social informou, ainda, que os laudos só serão divulgados depois do encerramento de todas as análises.
De acordo com a Gerência Geral de Polícia Científica, o Laboratório de Toxicologia do ICPAS está equipado com aparelhos capazes de realizar diversas análises toxicológicas. Recebe peritos criminais de outros Estados para realizar testes, contribuindo de forma positiva para o crescimento da perícia no país.

Polêmica

Coletiva da SDS-PE sobre caso Morato (Foto: Bruno Marinho/G1)

A polêmica em torno do Caso Morato surgiu quando o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol) denunciou possíveis ingerências políticas na investigação. Os sindicalistas chegaram a apresentar um documento no qual a delegada titular do inquérito, Gleide Ângelo, autorizaria uma perícia complemnetar no Motel Tititi, um dia depois de o corpo ter sido achado. Tal análise jamais chegou a ser feita.
As polícias Civil, Federal e Científica descartaram, na tarde de segunda-feira (27), a possibilidade de interferências externas ou de falhas na perícia nas investigações. Em coletiva de imprensa na sede da Secretaria de Defesa Social, o secretário em exercício de Defesa Social, Alexandre Lucena, garantiu que não houve falha na perícia, e sim de comunicação quanto à realização de uma perícia complementar no dia seguinte à morte do empresário.
Também participaram da coletiva o chefe da Polícia Civil, Antonio Barros; a delegada responsável pela investigação da morte do empresário, Gleide Ângelo; o superintendente da PF, Marcello Diniz;a gestora da Polícia Científica, Sandra Santos; o perito papiloscopista Lauro Macena; e a perita criminal Vanja Coelho.
Segundo Lucena, o perito papiloscopista entendeu que poderiam ser feitas mais perícias e, sem comunicar à Gleide e à Vanja, deixou um documento para os peritos de plantão do dia seguinte, que entenderam que deveriam ir até o local para fazer as perícias complementares. Houve um ruído na comunicação: o perito não se expressou direito. Mas não houve uma falha da investigação: todas as perícias possíveis foram efetuadas. A perícia complementar, segundo a própria delegada que coordena a investigação, não seria necessária e é ela que coordena a investigação, e não seus auxiliares.

Federalização da investigação

A pressão para a celeridade nas investigações da morte de Paulo César Morato aumentou. Após o Sinpol informar que procurará o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), o deputado estadual Edilson Silva (PSOL) enviou uma representação à Procuradoria Geral da República (PGR) solicitando que as investigações do caso sejam assumidas pelo órgão em questão e pela Polícia Federal (PF).

Na terça-feira, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, afirmou ser contra a federalização do caso. Ele assegurou que confia no trabalho realizado pela Polícia Civil do estado.

terça-feira, 28 de junho de 2016

Operação 'Respeita Januário' é deflagrada em cidades do Sertão


Do G1 PE

Foi deflagrada na manhã desta terça-feira (28), nas cidades de Exu e Moreilândia, no Sertão de Pernambuco e em João Pessoa, na Paraíba, a 'Operação Respeita Januário'. O objetivo é cumprir mandados de prisão, busca e apreensão e Sequestro de Bens contra integrantes de uma organização criminosa responsável pela prática de homicídios, assaltos e tráfico de drogas.
A operação está sendo realizadas pela 202ª Circunscrição Policial da cidade de Exu, pertencente a 24ª Delegacia Seccional de Araripina. Participam da ação policial 70 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães e 100 policiais militares, com a utilização de cães farejadores.
Durante a 'Operação Respeita Januário' foram cumpridos 12 mandados de Prisão Preventiva, 32 mandados de Busca e Apreensão Domiciliar e um mandado de Sequestro de Bens contra integrantes de um grupo criminoso responsável pela prática de homicídios e tráfico de drogas.
“Já temos 12 pessoas presas. Foram apreendidas também três motos utilizadas em assaltos e uma quantidade de drogas, mas ainda não é possível dizer quanto porque o material não chegou na delegacia”, ressaltou o delegado Lamartine Lacerda.
Os presos e os materiais apreendidos foram encaminhados para a 24ª Delegacia Seccional em Araripina.
As medidas cautelares foram expedidas pelo Juiz de Direito, Rodrigo Fonseca Lins de Oliveira, da Vara Única da Comarca de Exu, em atendimento às representações da polícia Civil de Pernambuco.
De acordo com o delegado, o grupo era investigado há meses. “A delegada Lívia, titular de Exu, vinha investigando o grupo há mais de três meses. Ela estava trabalhando em cima dessas pessoas. E, seguindo o rastro de um homicídio, conseguiu desvendar os assaltos praticados pelos criminosos. Dentro do assalto ela viu que eles também praticavam o crime de tráfico de drogas”, disse.
Lamartine explicou ainda que entre os motivos dos homicídios iam desde rixas entre integrantes do próprio grupo, como também envolvendo dívidas de tráfico de drogas. “Eles reinvestiam o dinheiro dos assaltos em tráfico de drogas. E como surgiam problemas, como disputas internas por dinheiro ou pontos, eles cometiam homicídios entre eles", detalhou.
Segundo a assesoria de comunicação da Polícia Civil, em João Pessoa, na Paraíba, foram presas duas pessoas envolvidas na 'Operação Respeita Januário'.

O delegado Lamartine Lacerda disse ainda que os presos serão conduzidos para a cadeia Pública de Exu e Moreilândia.

PF vai começar análise de material de empresário achado morto em motel

Material encontrado com empresário começara a ser periciado pela Polícia Federal (Foto: Divulgação PF)
Do G1 PE

A Polícia Federal em Pernambuco (PF) vai começar a análise do material achado com o empresário Paulo Cesar Barros Morato, alvo de Operação Turbulência e encontrado morto no Motel Ti-ti-ti, em Olinda, no Grande Recife, na quarta-feira (22).  A Polícia Civil de Pernambuco entregou aos agentes federais, na segunda-feira (27), cadernos de anotações, envelopes de depósitos bancários, oito pen-drives, três celulares, chaves de imóveis, óculos, relógios, além de  produtos de higiene pessoal.
A PF aguarda ainda o repasse do veículo usado por ele, um Jeep Renegade. O primeiro passo dos federais será realizar uma triagem desse material. A ideia é concentrar os esforços na avaliação dos aparelhos de mídias e eletrônicos (pendrives, anotações e telefones celulares). Todo o restante será devolvido aos familiares de Morato.

Oficialmente, a PF informa que acompanhará as investigações que estão sendo feitas pela Polícia Civil de Pernambuco. Aguardará as conclusões das perícias que tentarão apontar as causas da morte do empresário.  A PF admite que poderá entrar nas investigações, caso alguma circunstância aponte vínculos ou tenha ligação com os fatos que estão sendo apurados pela operação Turbulência.

Protesto de servidores do Rio com 'Bem-vindo ao inferno' repercute pelo mundo

Policiais civis e militares e bombeiros protestaram no aeroporto
Diana Figueiredo - Extra


O protesto de policiais civis, policiais militares e bombeiros do Estado do Rio de Janeiro nesta segunda-feira dentro da área de desembarque do Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão) ganhou os jornais internacionais. De olho nas Olimpíadas que terão início em agosto, a imprensa internacional publicou fotos dos manifestantes que levavam um faixa escrito “Welcome to hell” (Bem-vindo ao inferno).
Segundo um dos organizadores afirmou anonimamente ao “O Globo” nesta segunda-feira, o objetivo era dar visibilidade internacional ao que está acontecendo no Rio, às vésperas da Olimpíada. Com as publicações desta terça-feira, a missão dos servidores foi alcançada. Os jornais destacaram a falta de pagamento dos servidores e as péssimas condições de trabalho que eles enfrentam no dia a dia. Os jornais também citaram uma pichação numa viaduto onde está escrito: “Welcome, we don´t have hospitals” (Bem-vindo, nós não temos hospitais).

Publicações da Austrália, Índia, Rússia, Estados Unidos noticiaram o protesto dos servidores.

Flagrado com menino de seis anos, comerciante é preso por estupro em Paulo Afonso-BA

Roger Adriano Nunes Nascimento, 42 anos, mais conhecido como "Dindo", morador da rua Herbert de Souza, Bairro Prainha, foi preso em flagrante acusado de estupro de vulnerável. A prisão aconteceu na noite desta segunda-feira (27), por volta das 23h, no centro de Paulo Afonso, após ele ser encontrado dentro de um carro com um garoto de 06 anos.
Segundo informações exclusivas do ChicoSabeTudo, policiais militares realizavam patrulhamento pelas ruas do centro, quando desconfiram de um veículo estacionado nas proximidades do paredão da usina PA IV.
Ao abordarem o veículo, os policiais encontraram junto com o acusado, uma criança de aproximadamente 06 anos. Questionado sobre aquela situação, "Dindo" disse a polícia que estava jogando lixo naquele local, fato que foi desmentido pela criança que assustada, contou que o acusado havia acariciado suas partes intimas e mandado que ela acariciasse as dele.

Diante da situação, o homem que é o dono do mercadinho Mandacaru, situado no Bairro Prainha, foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia, onde foram tomadas as medidas cabíveis.  Já a criança foi levada por uma conselheira tutelar para o Hospital Nair Alves de Souza.

HOMEM É ASSASSINADO COM FACADAS NO PEITO, EM GAMELEIRA-PE

Um homem morreu após levar várias facadas pelo corpo na cidade de Galemeira, Mata Sul do estado, na tarde desta sexta-feira de feriado (24/06). O crime aconteceu no conhecido “Bairro da Fábrica”, por volta das 15h.
Um funcionário do hospital local ligou para a polícia para informar que havia dado entrada naquela unidade hospitalar um homem já sem vida. De acordo com a análise cadavérica, ele apresentava perfurações de faca peixeira na altura do pescoço e do lado esquerdo do peito, o que o fez perder muito sangue e morrer antes de dar entrada no hospital.
A vítima trata-se de Luis Ricardo do Santos, 38. De acordo com registros policiais, ele era ex-presidiário. Ainda não se sabe, contudo, o que teria motivado o crime, bem como quem teria sido o autor do homicídio. Uma vistoria no local do fato permitiu aos policiais localizar a faca usada no assassinato, anexando-a ao inquérito policial.
O caso foi registrado em boletim de ocorrência na delegacia de Gameleira e o corpo, após a análise criminalística, foi encaminhado ao IML de Recife, capital pernambucana.

Do NovaMais.
Deveria existir lei de proibição de porte de facas, já que elas são responsáveis por tantas mortes no Brasil!
Tem que fazer com a faca peixeira o mesmo que fizeram com as armas de fogo! Tem que incluir a faca peixeira nesse estatuto do desarmamento e restringir o acesso a elas, só assim as mortes por peixeiradas vão diminuir!
OBS: Mais uma dose de ironia! Isso sim não mata ninguém.

Caruaru/PE - Prefeitura anula pagamento a Wesley Safadão

A Prefeitura de Caruaru anulou nesta segunda-feira (27) o pagamento do cachê de R$ 575 mil do cantor Wesley Safadão, que realizou show no sábado (26) durante o São João 2016 do município. Durante a apresentação, o cantor afirmou que iria doar o dinheiro para instituições de caridade do município. A decisão dele ocorreu após questionamentos sobre o valor pago ao artista, que chegou a ter a apresentação suspensa por decisão judicial.
Nesta segunda-feira (27), a Fundação de Cultura informou por meio de nota que o empenho do pagamento foi cancelado e que os patrocinadores do artista vão arcar com o cachê.
A assessoria do artista confirmou que Wesley Safadão vai receber o valor e que os R$ 575 mil não serão pagos pela prefeitura, mas pelos patrocinadores do cantor. A decisão de doar o dinheiro permanece, conforme anunciado por Wesley no show.
Do G1.

Conselho de Ética instaura processo contra Bolsonaro por apologia à tortura.

Antes lembro que, lá no plenário, cuspir em colega de profissão pode!!!
Só uma dose pequena de ironia para iniciar a matéria!


Brasília - Entrevista com o deputado Bolsonaro durante a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff (Valter Campanato/Agência Brasil)
Mesmo sem quórum, com apenas quatro deputados na sala da reunião marcada para hoje (28), o presidente do Conselho de Ética, deputado José Carlos Araújo (PR-BA), instaurou processo contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ). No prazo de duas sessões, Araújo disse que anunciará o nome do relator do caso a partir de uma lista tríplice que inclui os nomes de Zé Geraldo (PT-PA), Valmir Prascideli (PT-SP) e Wellington Roberto (PR-PB).
O parlamentar é acusado, de acordo com uma representação do Partido Verde, de apologia ao crime de tortura.
O parlamentar que ficará responsável por elaborar parecer a favor ou contra a cassação do mandato de Bolsonaro deve ser do PT ou PR em função dos critérios definidos pelo Código de Ética, que restringe as indicações, excluindo parlamentares que sejam do mesmo partido, bloco ou estado do representado ou aliados.
“No passado, o único impedimento era o estado e partido do representado. Com a modificação feita por resolução, o presidente em exercício [da Câmara, Waldir] Maranhão fez modificações que impedem que também seja do mesmo bloco. Se perdurar desta forma e não tomarmos providência para voltar a ser como era, pode chegar a um determinado momento em que não poderá ter relator, se admitirem que amanhã pode ser formado um blocão”, alertou Carlos Araújo.
O colegiado tem agora 90 dias úteis para decidir o futuro do deputado fluminense. Bolsonaro é alvo de uma representação movida pelo Partido Verde – legenda que não tem assento no conselho. O partido acusa o parlamentar por apologia ao crime de tortura ao homenagear o coronel Brilhante Ustra durante a sessão da Câmara dos Deputados, em abril deste ano, que aprovou a abertura do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. Carlos Alberto Brilhante Ustra, conhecido como coronel Ustra, foi o primeiro militar reconhecido pela Justiça como torturador na ditadura.
Regimentalmente não havia necessidade de uma sessão para abertura do caso, mas Araújo agendou o encontro para dar publicidade à medida. Em função das mudanças de decisão do presidente interino, Waldir Maranhão (PP-MA), que cancelou e depois remarcou sessão de votação na Câmara para esta semana, a Casa está esvaziada e apenas Júlio Delgado (PSB-MG), Marcos Rogério (DEM-RO) e Alberto Filho (PMDB-MA) marcaram presença, além de Araújo.
Processo de Cunha
Também havia a intenção de discutir uma consulta sobre a substituição de membros no colegiado, mas o tema acabou adiado. A consulta foi apresentada por Delgado, Rogério e Onyx Lorenzoni (DEM-RS) para tentar evitar o que ocorreu durante o processo envolvendo o presidente afastado da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), quando várias substituições foram apontadas como manobras de aliados do peemedebista para tentar evitar a aprovação de sua cassação.

Apesar de tramitar agora na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, que avalia um recurso apresentado pela defesa de Cunha, o processo voltou à tona no conselho hoje quando Júlio Delgado colocou em questionamento a indicação de Ronaldo Fonseca (PROS-DF) como relator. Delgado alertou que o parlamentar é aliado declarado de Cunha e não deveria assumir essa posição. Araújo afirmou que encaminhará, nos próximos dias, ao presidente da CCJ, Osmar Serraglio (PMDB-PR), notas taquigráficas da reunião do conselho para que tome conhecimento sobre uma possível suspeição do relator no caso.

Waldir Maranhão diz que vai "recompensar o país" com votações na semana que vem

Carolina Gonçalves – Repórter da Agência Brasil

O presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), anunciou hoje (28) que vai tentar “recompensar o país” na próxima semana, em uma tentativa de minimizar as críticas que recebeu depois que cancelou, no final da semana passada, as sessões de votação desta semana, por causa das festas juninas no Norte e Nordeste do país. Posteriormente, ele recuou da decisão e marcou uma sessão deliberativa apenas para hoje. “Faremos esforço concentrado, trabalhando de segunda a quinta-feira, para que possamos oferecer ao país uma agenda positiva e dar andamento aos trabalhos”, afirmou hoje (28) ao chegar à Câmara.

Perguntado sobre a imagem da Casa, que ficará praticamente parada por 10 dias, considerando que na última semana, em função das festas juninas, só houve um dia de votação, Waldir Maranhão afirmou que esta é uma demanda da bancada nordestina. “Todo ano no período das festas de São João a bancada do Nordeste tem esta necessidade. Tentamos compensar e recompensaremos. Os deputados estão convocados”, afirmou.

A confusão provocada por Maranhão começou na última sexta-feira (24) quando decidiu anular as votações desta semana em função das festas juninas, para que os parlamentares das regiões Norte e Nordeste pudessem estar em seus estados. Estas comemorações já haviam reduzido o ritmo da Casa na última semana, quando os deputados votaram apenas a medida provisória (MP) que trata da participação de estrangeiros no capital de empresas aéreas brasileiras. A matéria foi aprovada na última terça.

Na sessão marcada para hoje, mais de uma hora depois do horário agendado (10h) ainda não há quórum para votação e as expectativas de que o número mínimo de parlamentares seja alcançado é remota. Segundo integrantes da Mesa Diretora, o baixo quórum é resultado do recuo de Maranhão em pleno final de semana, não dando tempo para que parlamentares que moram no interior conseguissem retornar a Brasília. No sábado, ele decidiu anunciar a votação das Medidas Provisórias MP 716/16 sobre o combate ao Aedes aegypti e a MP 718/16 que altera normas tributárias e de controle de dopping com foco na realização dos Jogos Olímpicos (5 a 21 de agosto) e Paraolímpicos (7 a 18 de setembro) do Rio de Janeiro.


Enquanto o Planalto apela pelo avanço de matérias como a que cria normas para definição e atuação de diretores executivos e conselheiros de fundos de previdência complementar, a Câmara ainda tem pela frente o recesso parlamentar na segunda quinzena de julho. Maranhão não se posicionou sobre o descanso: “vamos avaliar”, ponderou. No retorno desse recesso, muitos parlamentares ainda não devem retomar integralmente suas funções na Casa já que alguns deputados disputam vagas nas eleições municipais em outubro e estarão dedicados às suas campanhas.

Fraudes na Lei Rouanet desviaram mais de R$ 180 milhões, diz PF




Fernanda Cruz – Repórter da Agência Brasil
Produtores culturais que integram um grupo ligado a eventos são responsáveis pelo desvio de cerca de R$ 180 milhões de recursos da Lei Rouanet, do governo federal, segundo a Polícia Federal. Foram cumpridos hoje (28), na chamada Operação Boca Livre, 14 mandados de prisão temporária de integrantes desse grupo, que atua desde 2001 em São Paulo.
Os mandados de prisão ainda estão sendo cumpridos. Os detidos serão encaminhados para a Superintendência da PF, na região da Lapa, na capital paulista. Em Brasília, policiais cumprem busca e apreensão na sede do Ministério da Cultura.

A ação investiga mais de 10 empresas patrocinadoras que trabalharam com o grupo e estima-se que mais de 250 projetos tenham recursos desviados. As empresas recebiam os valores captados com a lei e ainda faturavam com a dedução fiscal do imposto de renda. Com isso, o montante desviado pode ser ainda maior do que R$ 180 milhões, conforme a PF. 

A organização apresentava iniciativas junto ao Ministério da Cultura e  à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo para a aprovação e utilização de verbas de incentivo fiscal previstas na Lei Rouanet. As investigações mostram que os recursos foram usados para custear eventos corporativos, shows com artistas famosos em festas privadas para grandes empresas, livros institucionais e até mesmo festa de casamento.
Caroline e Felipe Amorim: casamento bancado por desvios da Lei Rouanet, de acordo com a PF.

Rodrigo de Campos Costa, delegado regional de Combate e Investigação ao Crime Organizado, disse que as irregularidades eram evidentes, com documentos fraudados de forma grosseira. “Houve, no mínimo, uma falha de fiscalização do Ministério da Cultura”, afirmou.
Em nota, o Ministério da Cultura informou que as investigações para apuração de uso fraudulento da Lei Rouanet têm o apoio integral do ministério e que “se coloca à disposição para contribuir com todas as iniciativas no sentido de assegurar que a legislação seja efetivamente utilizada para o objetivo a que se presta, qual seja, fomentar a produção cultural do país”.

Segunda fase
Na segunda fase da Operação Boca Livre, o objetivo será descobrir o porquê da falta de fiscalização das fraudes. “Esses projetos já saíam encarecidos [do Ministério da Cultura] com valores estratosféricos”, disse Karen Louise, procuradora do Ministério Público Federal.
“Há um procedimento de fiscalização, do próprio Ministério da Cultura. São fatos relacionados a 2014. Nós temos que aproveitar a operação para punir aqueles que desviaram recursos, mas também melhorar os procedimentos preventivos de fiscalização do dinheiro público”, disse o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes.


Os presos na operação poderão responder por crimes como organização criminosa, peculato, estelionato contra União, crime contra a ordem tributária e falsidade ideológica, cujas penas podem chegar a até 12 anos de prisão.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Vamos Relembrar???

Petrolândia: Audiência Pública para tratar do abastecimento de água do Bairro Nova Esperança.



Quinta-feira passada, dia 12/03/15, com Plenário cheio, o Presidente da Casa, Fabiano Marques deu início a segunda audiência pública realizada para tratar sobre o abastecimento de água para o Bairro Nova Esperança.
Compuseram a mesa de abertura dos trabalhos além do presidente Fabiano, o Vice-Presidente Carlos Alberto, Primeiro Secretário Juarez Patriota, os Vereadores José Luiz, Rogério Novaes, Silvio Rogério, Eudes Fonseca, Jorge Viana, Maria do Socorro, Raimundo Paulo e João Vicente, os representantes da COMPESA senhor Luciano André e a senhora Eladir, além do Deputado Estadual Rodrigo Novaes, moradores da referida Comunidade e demais membros da Sociedade.
A Audiência teve início com o pronunciamento do senhor Luciano André, que apresentou um anteprojeto elaborado pela COMPESA, para a realização do abastecimento de água no Bairro Nova Esperança, mostrando o comprometimento conforme acertado na primeira Audiência, realizada no final do ano de 2014. O projeto foi mostrado através de um vídeo que facilitou a compreensão de todos, bem como, a explanação sobre a projeção deste.
Em seguida, o Deputado Rodrigo Novaes que também esteve presente na primeira Audiência, proferiu suas palavras agradecendo o convite que o trouxe a participar de mais um evento voltado para ações a atuações em benefício dos petrolandenses, e nessa circunstancia contou um pouco da história e do sofrimento das pessoas que residem no referido Bairro, lembrando a necessidade de oferecer mais atenção por parte do Poder Público. Enfatizou as várias buscas por soluções para este problema, e a importância de insistir nessa pretensão que precisa ser levada adiante, finalmente implantando água para estas pessoas, e fazendo necessária a união dos vereadores e gestor municipal, conseguindo através do Presidente da COMPESA, ordem de serviço para iniciar a obra. No entanto, mostrou-se contra a iniciativa do Prefeito do Município, em querer executar a mesma, considerando ser de grande importância a agilidade desta, e deixando registrado ainda o seu comprometimento em ajudar na busca pelos recursos necessários para essa ação.
Após a fala do Deputado, todos os vereadores fizeram seus pronunciamentos, deram suas sugestões e idéias, bem como, relataram o histórico dessa grande necessidade de sanar esse problema que tanto tem prejudicado as famílias daquele Bairro, causando sofrimento e um grande desgaste a todos.
Alguns moradores também deram seus relatos sobre a situação, e acrescentaram muito com seus relatos, transformando a Audiência em um cenário positivo e esperançoso, acreditando no compromisso, responsabilidade e agilidade desta obra que irá oferecer a dignidade de possuir água encanada em suas casas, como todo cidadão.
O presidente Fabiano Marques, afirmou que deposita grande expectativa de que a audiência possa ter ótimos resultados, uma vez que o projeto deve ser considerado um grande avanço, e que o próximo passo seja dado, a ordem de serviço e realização da obra. Desta maneira, deu como encerrada a Audiência, agradecendo a todos os presentes.

Fonte: Site da Câmara de Vereadores.

Gleydson & Henricky realiza grande show em Carpina - PE


Redação: Alex SantosInformações e Fotos: Assessoria da Dupla (Beto Designer) 


Milhares de pessoas foram nessa quinta-feira (23/06) ao Parque de Eventos Jota Cândido em Carpina-PE, para acompanhar o grande show da dupla sertaneja Gleydson & Henricky. Interagindo com o público, mostrando muito carisma e cantando seus sucessos, a dupla de Petrolândia abrilhantou a festividades do São João na cidade. No grande evento Gleydson & Henricky dividiu o palco com nomes artísticos como: Kelvis Duran, Deivinho Sanfoneiro e a cantora sertaneja Paula Fernandes.

Para Baixar o novo CD da Dupla Gleydson e Henricky Clique Aqui.